Exportar registro bibliográfico

Tecnologia social: fundamentações, desafios, urgência e legitimidade (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CRUZ, CRISTIANO CORDEIRO - FFLCH
  • Unidades: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLF
  • Subjects: TECNOLOGIA; EDUCAÇÃO POPULAR
  • Keywords: Andrew Feenberg; Conhecimento técnico; Engineering education; Filosofia da tecnologia; Formação em engenharia; Gilbert Simondon; Hugh Lacey; Philosophy of technology
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho versa sobre a tecnologia, atendo-se de modo particular, mas não exclusivo, a isso que no Brasil se chama de tecnologia social (TS). A tese que se buscará defender aqui é múltipla. Em primeiro lugar, ontológica e politicamente, sustentar-se-á que a tecnologia social é uma implementação não apenas tecnicamente legítima e autêntica, como social e ambientalmente urgente. Contudo, para que tal tipo de solução seja passível de ser desenvolvida, é necessário, de uma parte, que se desenvolvam conhecimentos científicos e engenheiris apropriados. Com isso, o segundo argumento, epistemológico, é que esses conhecimentos são passíveis de ser produzidos e que os mecanismos que podem tornar tal coisa possível não subvertem o ethos próprio da ciência ou da engenharia. De outra parte, TS e engenharia popular demandam também um perfil profissional específico, o do engenheiro educador (ou engenheiro popular). Essa é a terceira dimensão da tese que defendemos. Por fim, ontológica e existencialmente, proporemos que o caminho para superar o desencantamento substantivo do mundo (Weber), a entificação do Ser (em seu desvelamento tecnológico no qual nos encontramos presos, via enquadramento Heidegger), a ditadura da racionalidade instrumental (Horkheimer & Adorno) ou a autoprodução e o automatismo do desenvolvimento tecnológico (que nos aprisiona ou agencia quase que inapelavelmente Ellul) pode emergir precisamente de algo como a tecnologia social, por meio da incorporação dosvalores e saberes populares à construção da realidade sociotécnica que decidimos nos dar. Esse quarto aspecto, nesses termos, reforça o primeiro, trazendo novos elementos para subsidiar-se o entendimento acerca da urgência, em nossos dias, de uma solução técnica como a tecnologia social.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.2017
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CRUZ, Cristiano Cordeiro; MARICONDA, Pablo Ruben. Tecnologia social: fundamentações, desafios, urgência e legitimidade. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-30012018-185023/ >.
    • APA

      Cruz, C. C., & Mariconda, P. R. (2017). Tecnologia social: fundamentações, desafios, urgência e legitimidade. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-30012018-185023/
    • NLM

      Cruz CC, Mariconda PR. Tecnologia social: fundamentações, desafios, urgência e legitimidade [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-30012018-185023/
    • Vancouver

      Cruz CC, Mariconda PR. Tecnologia social: fundamentações, desafios, urgência e legitimidade [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8133/tde-30012018-185023/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020