Exportar registro bibliográfico

Capitais e formação acadêmico-profissional dos egressos da Escola Politécnica de São Paulo (1899 a 1905) (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LANçA, JULIANA FERNANDES - FE
  • Unidades: FE
  • Subjects: ENSINO SUPERIOR; ENGENHARIA
  • Keywords: academic-professional training; capitais; capital; egressos; Escola Politécnica de São Paulo; formação acadêmicoprofissional; graduates; Polytechnic School of São Paulo
  • Language: Português
  • Abstract: A Escola Politécnica, fundada em 1893 e incorporada à Universidade de São Paulo em 1934, surgiu por iniciativa das elites urbanas paulistas com o objetivo de atender às demandas econômicas do início do século XX, que solicitavam uma educação coerente com o crescimento industrial do país e a necessidade de melhorias em sua infraestrutura. Atualmente, a Escola Politécnica se propõe a formar não somente engenheiros, mas líderes. Com a intenção de identificar as predisposições socialmente favoráveis dos estudantes que vieram a ser academicamente bem-sucedidos, a pesquisa teve como objetivo geral desvelar qual o perfil socioeconômico e de escolaridade que caracteriza os formados nos cursos de primeira divisão (formação de engenheiros) da Escola Politécnica de São Paulo, entre 1899 a 1905. A pesquisa utilizou-se do método prosopográfico, ou de biografias coletivas, fazendo uma análise qualitativa e quantitativa, que desvelou os vínculos entre origem, posição social e formação escolar, bem como as características comuns relativas ao grupo social que, tendo procurado a Escola Politécnica de São Paulo, nela conseguiu finalizar com sucesso sua formação em nível superior. Como principal referencial teórico, a análise dos resultados foi feia a luz das teorias de Pierre Bourdieu e sua definição dos conceitos de campos, habitus e capital. Além deste autor, utilizamos a teoria crítica do currículo como base para a análise dos regulamentos e currículos da instituição. Foi possível verificarque, acompanhando a tendência das elites agrárias em São Paulo, os primeiros formados da Poli têm origem nas tradicionais famílias do patriarcado rural, ligadas principalmente ao café, que procuraram se modernizar e se aburguesar, acompanhando o crescimento urbano e industrial. A procura pela formação em engenharia para as novas gerações teria sido, assim, um movimento para adquirir a formação técnica e o habitus necessário para manter o status quo familiar em outra configuração social
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 12.09.2018
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LANÇA, Juliana Fernandes; BONTEMPI JUNIOR, Bruno. Capitais e formação acadêmico-profissional dos egressos da Escola Politécnica de São Paulo (1899 a 1905). 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-04122018-171343/ >.
    • APA

      Lança, J. F., & Bontempi Junior, B. (2018). Capitais e formação acadêmico-profissional dos egressos da Escola Politécnica de São Paulo (1899 a 1905). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-04122018-171343/
    • NLM

      Lança JF, Bontempi Junior B. Capitais e formação acadêmico-profissional dos egressos da Escola Politécnica de São Paulo (1899 a 1905) [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-04122018-171343/
    • Vancouver

      Lança JF, Bontempi Junior B. Capitais e formação acadêmico-profissional dos egressos da Escola Politécnica de São Paulo (1899 a 1905) [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/48/48134/tde-04122018-171343/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020