Exportar registro bibliográfico

Caminhoneiros, caminhos e caminhões: uma etnografia sobre mobilidades nas estradas (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: GOMES, ARTHUR FONTGALAND - FFLCH
  • Unidade: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLA
  • Subjects: ETNOGRAFIA; CAMINHONEIROS; TRABALHADORES; TRABALHO AUTÔNOMO; MOBILIDADE SOCIAL; RODOVIAS; TRANSPORTE RODOVIÁRIO
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Esta dissertação busca identificar os elementos integrados pelos caminhoneiros autônomos em suas vidas móveis. Analisa como estes motoristas extraem permanência de suas mobilidades, constitutivas desses modos de vidas. Os caminhoneiros são profissionais especializados em operar veículos automotores de carga e fazer circular mercadorias a partir do transporte rodoviário. Trata-se de um conjunto disperso e heterogêneo que executa grandes jornadas de trabalho distantes de seus endereços fixos, para onde retornam intermitentemente. Sem desvincular-se dos cotidianos mais sedentários, intensificam o convívio com os caminhões e as estradas. Instrumento de trabalho, mas também casa móvel, o caminhão é onde se realiza obrigações, prazeres e lazeres. Os veículos adquirem diverso usos, modificações, valores, afetos e podem operar nas distinções entre pares. Cuidados de si e dos caminhões se misturam e revestem a boleia de domesticidade masculina que ajuda a viabilizar o ser caminhoneiro. Nas estradas, cumpre-se o itinerário, cujas rotas e prazos são estipulados pelo mercado. O itinerário é preenchido pelos caminhoneiros por intensas negociações entre tarefas laborais e extralaborais manifestadas nas escolhas e efetivações das paradas que pontuam o trajeto. Nos estabelecimentos comerciais, os motoristas se vinculam ao pessoal do posto, chapas e putas. São interações afetivas, trabalhistas, sexuais e de consumo que se articulam e animam as estradas. Tendo em vista a vida social das BRsesta etnografia se desenvolveu a partir de caronas nas boleias de caminhão, um tipo de mobilidade informal e gratuita inteligível neste contexto, em especial, para os caminhoneiros. As teorias elaboradas pelos motoristas inspiraram esta dissertação e suscitam dialogo com algumas discussões acadêmicas sobre mobilidades e trabalho caminhoneiro no campo das humanidades. Com isso, leva-se em conta que quando os motoristas e caminhões se movem pelas estradas, não só as mercadorias são postas em circulação através de itinerários. Junto a elas se movimentam também certa economia corporal, material e simbólica numa trama adensada de relações que cria e recria caminhos. Estes, indispensáveis para a permanência dessas vidas móveis
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.11.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GOMES, Arthur Fontgaland; NASCIMENTO, Silvana de Souza. Caminhoneiros, caminhos e caminhões: uma etnografia sobre mobilidades nas estradas. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-21082018-100640/ >.
    • APA

      Gomes, A. F., & Nascimento, S. de S. (2017). Caminhoneiros, caminhos e caminhões: uma etnografia sobre mobilidades nas estradas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-21082018-100640/
    • NLM

      Gomes AF, Nascimento S de S. Caminhoneiros, caminhos e caminhões: uma etnografia sobre mobilidades nas estradas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-21082018-100640/
    • Vancouver

      Gomes AF, Nascimento S de S. Caminhoneiros, caminhos e caminhões: uma etnografia sobre mobilidades nas estradas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8134/tde-21082018-100640/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021