Exportar registro bibliográfico

Avaliação do linfedema cérvico-facial e faringolaríngeo e sua relação com a deglutição após o tratamento para o câncer de cabeça e pescoço (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: QUEIJA, DéBORA DOS SANTOS - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MCM
  • Subjects: LINFEDEMA; NEOPLASIAS DE CABEÇA E PESCOÇO; ESVAZIAMENTO CERVICAL; RADIOTERAPIA; FACE; DEGLUTIÇÃO; FATORES DE RISCO; EDEMA LARÍNGEO
  • Keywords: Deglutition; Evaluation; Head neck neoplasms; Lymphedema; Neck dissection; Radiotherapy
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O tratamento para o câncer de cabeça e pescoço (CCP) envolve várias estruturas e tecido linfático que estão sob risco de prejuízo pelo tratamento cirúrgico e/ou radio-quimioterápico. O linfedema secundário externo e interno de cabeça e pescoço é sequela importante, ainda que subdiagnosticada, subtratada e subvalorizada e, em muitos casos, com impacto nas funções de respiração, deglutição e voz. OBJETIVO: Avaliar a presença, estadiamento e características do edema facial, cervical e laríngeo, a deglutição, após o tratamento para o câncer de cabeça e pescoço. MÉTODOS: O estudo utilizou as Escalas do MD Anderson Cancer Center (MDACC) para avaliar e estadiar o linfedema externo de face e pescoço e a Escala do Edema da Radioterapia de Patterson et al. para o edema interno faringolaríngeo após um mínimo de três meses de tratamento para o CCP, no Serviço de Cirurgia de Cabeça e Pescoço do Hospital das Clínicas da FMUSP e do ICESP. A deglutição foi avaliada por meio de videoendoscopia da deglutição (VED) nas consistências de líquido, néctar, pastoso e sólido. RESULTADOS: O linfedema foi detectado em 97,8% das avaliações com predomínio do tipo composto (73,9%). Foram detectados percentual alto de linfedema externo de pescoço (71,7%) e submandibular (63%), com predomínio para os níveis mais avançados (2 e 3) indicando tendência à fibrose. Encontrou-se edema interno em quase todas as estruturas e espaços avaliados. À VED, observou-se resíduo, penetração em todas ascosnistências analisadas. O tratamento combinado com Rt teve relação com o linfedema externo submandibular e pescoço, interno, bem como com a alteração de sensibilidade faringolaríngea, presença de resíduo e penetração para pastoso. CONCLUSÃO: O linfedema cervicofacial e faringolaríngeo é um evento frequente após o tratamento para o CCP, com consequências importantes no desempenho da deglutição caracterizadas por resíduo e levar à penetração e aspiração. O tratamento combinado com Rt é um fator associado a estas alterações
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 29.08.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      QUEIJA, Débora dos Santos; DEDIVITIS, Rogério Aparecido. Avaliação do linfedema cérvico-facial e faringolaríngeo e sua relação com a deglutição após o tratamento para o câncer de cabeça e pescoço. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-05122018-134030/ >.
    • APA

      Queija, D. dos S., & Dedivitis, R. A. (2018). Avaliação do linfedema cérvico-facial e faringolaríngeo e sua relação com a deglutição após o tratamento para o câncer de cabeça e pescoço. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-05122018-134030/
    • NLM

      Queija D dos S, Dedivitis RA. Avaliação do linfedema cérvico-facial e faringolaríngeo e sua relação com a deglutição após o tratamento para o câncer de cabeça e pescoço [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-05122018-134030/
    • Vancouver

      Queija D dos S, Dedivitis RA. Avaliação do linfedema cérvico-facial e faringolaríngeo e sua relação com a deglutição após o tratamento para o câncer de cabeça e pescoço [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5160/tde-05122018-134030/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020