Exportar registro bibliográfico

Pré-incubação de fezes para utilização como fonte alternativa de inóculo microbiano para bioensaios in vitro (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: MELO, FLÁVIA ALVES - FZEA
  • Unidade: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZAZ
  • Subjects: BOVINOS; CINÉTICA; RÚMEN; GASES
  • Keywords: Cinética fermentativa; Conteúdo ruminal; Fermentative kinetics; In vitro gas production; Metanogênese; Methanogenesis; Produção de gases in vitro; Ruminal content
  • Language: Português
  • Abstract: As técnicas in vitro de produção de gases são usualmente empregadas em pesquisas na nutrição de ruminantes com a finalidade de simular a fermentação ruminal, possuindo diversas vantagens como facilidade de adoção, repetibilidade, uso minimizado de animais e baixo custo. Para tanto, é necessário a coleta de conteúdo ruminal, a qual geralmente é obtida com o uso de animais fistulados no rúmen, no entanto este tipo de cirurgia esta cada vez mais contestada. Frente a esse duelo, há um crescente interesse científico por pesquisas que forneçam alternativas ao inóculo ruminal. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi avaliar o uso de inóculo fecal submetidos à pré-incubações em substituição ao inóculo ruminal de bovinos na técnica in vitro de produção de gases em bioensaio de metanogênese (24 h) e de cinética fermentativa (72 h). Como doadores de inóculos ruminal e fecal foram utilizadas quatro novilhas Nelore portadoras de cânulas ruminal. O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, com cinco tratamentos e quatro blocos com duas réplicas analíticas para cada repetição. Sendo os tratamentos os inóculos: conteúdo ruminal (CR), fezes sem pré-incubação (F0), e fezes com 12, 24 e 36 h de pré-incubação (F12, F24 e F36, respectivamente). Foram avaliados os efeitos da pré-incubação das fezes quando utilizado como inóculo fecal sobre a estimativa da degradabilidade ruminal, produção de metano e parâmetros de fermentabilidade. Os dados foram analisados peloprograma estatístico SAS 9.3 verificando a normalidade dos resíduos e a homogeneidade das variâncias, em seguida foram realizadas as comparações das médias pelo teste de Tukey. Em ambos os bioensaios (24 e 72 horas), os inóculos fecais pré-incubados por 24 ou 36 horas mostraram-se bom substituto ao inóculo ruminal para análises de degradabilidade in vitro da matéria seca e orgânica. Para as variáveis produção de total de ácidos graxos, perfil de ácidos graxo de cadeia curta, relação acético:propiônico e nitrogênio amoniacal, o inóculo sem pré-incubação (FE0) foi o que mais se aproximou do inóculo referência. Para as produções de gases, produção de metano e fator de partição da matéria seca e matéria orgânica as fezes não foram eficientes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.05.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MELO, Flávia Alves; BUENO, Ives Cláudio da Silva. Pré-incubação de fezes para utilização como fonte alternativa de inóculo microbiano para bioensaios in vitro. 2018.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-20112018-095621/ >.
    • APA

      Melo, F. A., & Bueno, I. C. da S. (2018). Pré-incubação de fezes para utilização como fonte alternativa de inóculo microbiano para bioensaios in vitro. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-20112018-095621/
    • NLM

      Melo FA, Bueno IC da S. Pré-incubação de fezes para utilização como fonte alternativa de inóculo microbiano para bioensaios in vitro [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-20112018-095621/
    • Vancouver

      Melo FA, Bueno IC da S. Pré-incubação de fezes para utilização como fonte alternativa de inóculo microbiano para bioensaios in vitro [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74131/tde-20112018-095621/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021