Exportar registro bibliográfico

Papel dos receptores purinérgicos em modelo animal de doença de Parkinson (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: GIACOMELLI, ÁGATHA OLIVEIRA - IQ
  • Unidade: IQ
  • Sigla do Departamento: QBQ
  • Subjects: DOENÇA DE PARKINSON; RECEPTORES
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: A Doença de Parkinson é uma doença altamente incapacitante e de grande prevalência. Pouco se sabe sobre sua etiologia e os tratamentos atuais consistem na diminuição dos sintomas, uma vez que ainda não foi encontrada uma maneira de reverter o déficit de neurônios dopaminérgicos observados nos pacientes acometidos. Sabe-se que os receptores purinérgicos são encontrados por todo o sistema nervoso central, não só no indivíduo adulto como também em diferentes estágios do desenvolvimento embrionário e estão envolvidos com proliferação e diferenciação celular. Este trabalho estudou a participação dos receptores purinérgicos em modelo animal de doença de Parkinson por lesão dos neurônios dopaminérgicos da via nigroestriatal com 6-OH dopamina (6-OHDA). Realizamos a análise do perfil de expressão gênica dos diferentes receptores após a lesão e subsequente modulação. Observamos expressão gênica alterada dos receptores P2X7 e P2Y6 até 5 semanas após a lesão. O uso do antagonista do receptor P2X7 Brilliant Blue G (BBG) induziu a regeneração da via nigroestriatal e o uso do antagonista do receptor P2Y6 MRS2578 preveniu a morte dos neurônios. Como esses efeitos foram acompanhados pela inativação de células microgliais, supõe-se que o controle do microambiente neuroinflamatório causado pela injeção de 6-OHDA seja a principal causa do efeito antiparkinsoniano observado pelo tratamento com BBG e MRS2578. Além disso, o transplante celular com células precursoras neuraisnão foi capaz de reverter o comportamento hemiparkinsoniano dos animais lesionados. Apesar do uso concomitante com BBG reduzir o comportamento, parece que esse efeito deve-se ao BBG per se, uma vez que o tratamento somente com o antagonista de P2X7 foi mais eficaz. De maneira geral, a modulação da atividade dos receptores purinérgicos se mostrou uma ferramenta promissora na pesquisa de cura e compreensão dasbases moleculares da Doença de Parkinson.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.09.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GIACOMELLI, Ágatha Oliveira; ULRICH, Henning. Papel dos receptores purinérgicos em modelo animal de doença de Parkinson. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-26112018-074709/ >.
    • APA

      Giacomelli, Á. O., & Ulrich, H. (2018). Papel dos receptores purinérgicos em modelo animal de doença de Parkinson. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-26112018-074709/
    • NLM

      Giacomelli ÁO, Ulrich H. Papel dos receptores purinérgicos em modelo animal de doença de Parkinson [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-26112018-074709/
    • Vancouver

      Giacomelli ÁO, Ulrich H. Papel dos receptores purinérgicos em modelo animal de doença de Parkinson [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/46/46131/tde-26112018-074709/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020