Exportar registro bibliográfico

Importância do eletrocardiograma de repouso, de alta resolução e do Holter de 24 horas em pacientes com miocárdio não compacto: relação com os achados do ecocardiograma e ressonância magnética cardíaca (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: CORRêA, RENATA DOS SANTOS - FM
  • Unidade: FM
  • Subjects: CARDIOPATIAS; MIOCARDIOPATIA CONGESTIVA; ECOCARDIOGRAFIA; IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA; ELETROCARDIOGRAFIA; ARRITMIA; ELETROCARDIOGRAFIA AMBULATORIAL
  • Keywords: Arrhythmias cardiac; Cardiomyopathies; Echocardiography; Electrocardiography; Electrocardiography ambulatory; Magnetic resonance imaging
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: A miocardiopatia não compactada (MNC) é caracterizada pela formação de trabéculas miocárdicas proeminentes com recessos intertrabeculares profundos no ventrículo esquerdo (VE). Os pacientes podem apresentar insuficiência cardíaca, tromboembolismo e/ou arritmia. Os avanços de métodos diagnósticos têm permitido um maior reconhecimento desta doença. Assim, o objetivo deste estudo foi analisar os achados do eletrocardiograma (ECG), Holter de 24hs e eletrocardiograma de alta resolução (ECGAR), e sua relação com ecocardiograma (ECO) transtorácico e pela ressonância magnética cardíaca (RMC) em pacientes com MNC. MÉTODOS: Foram analisados pacientes com diagnóstico de MNC pelo ECO e/ou RMC, em acompanhamento ambulatorial em nossa instituição. Esses pacientes foram submetidos à avaliação clínica, ECG de 12 derivações, Holter de 24hs e ECGAR. Os dados do ECG foram analisados por dois observadores e comparados com o grupo controle, saudáveis. RESULTADOS: Sessenta e seis pacientes com MNC (45,1 ± 17,3 anos, 56,1% do sexo masculino), e vinte controles (52,6 ± 19,2 anos, 30,0% do sexo masculino), foram incluídos neste estudo. Os pacientes apresentaram fração de ejeção do VE pelo ECO de 41,2 ± 9,4%, e pela RMC de 40,8 ± 16,9%. Os achados eletrocardiográficos mais frequentes foram alteração da repolarização ventricular (65,2%), sobrecarga do VE (24,2%) e extrassístoles ventriculares (EEVV) (19,7%); com índice de concordância interobservadores alto, entre todas as variáveis (p < 0,001),exceto sobrecarga biventricular. O grupo com fração de ejeção reduzida apresentou um maior número de casos com sobrecarga de átrio esquerdo e maior duração do QRS em relação ao grupo sem disfunção (p= 0,020; p=0,008, respectivamente). O grupo que apresentou realce tardio tem maior número de pacientes com bloqueio de ramo esquerdo/bloqueio divisional anterossuperior esquerdo e maior duração do QRS quando comparado ao grupo sem realce (p= 0,034; p=0,035, respectivamente). No Holter de 24 horas, 4,4% apresentou ritmo de fibrilação atrial e 18,2% taquicardia ventricular não sustentada (TVNS) relacionada com os diâmetros de átrio e ventrículos esquerdos pelo ECO (P=0,008, P=0,0048, respectivamente); houve correlação entre o aumento do volume diastólico final pela RMC e intervalo PR (r=0,414; p=0,007), EEVV (r=0,426; p < 0,005) e intervalo QRS (r=0,564; p < 0,001). Além disso, o realce tardio apresentou relação com TVNS (p=0,009), extrassístole atrial (p=0,002), EEVV (p=0,004), duração do QRS (p=0,002), pela análise do Holter de 24hs. O ECGAR estava alterado em 10,6% dos pacientes, sendo que destes 12,2% apresentavam disfunção ventricular. Houve correlação entre dilatação de cavidades esquerdas pelo ECO, com duração do QRS filtrado e Standard (STD) (r=0,577; p < 0,001), e relação entre QRS filtrado e realce tardio (p <0,001) e dilatação ventricular pela RMC com QRS filtrado e STD (p < 0,001 para ambos). Os pacientes que foram a óbito, no período de seguimento de 4 anos, tinham uma frequência maior de TVNS (p=0,006). CONCLUSÃO: Os pacientes com MNC apresentaram alterações significativas do ECG, ECGAR e Holter de 24hs, mais evidentes no grupo de pacientes com disfunção ventricular e realce tardio. Dessa forma, estes pacientes devem ser acompanhados mais frequentemente, pelo risco maior de desfecho clínico desfavorável ambulatory
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.08.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CORRÊA, Renata dos Santos; SALEMI, Vera Maria Cury. Importância do eletrocardiograma de repouso, de alta resolução e do Holter de 24 horas em pacientes com miocárdio não compacto: relação com os achados do ecocardiograma e ressonância magnética cardíaca. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-31102018-124530/ >.
    • APA

      Corrêa, R. dos S., & Salemi, V. M. C. (2018). Importância do eletrocardiograma de repouso, de alta resolução e do Holter de 24 horas em pacientes com miocárdio não compacto: relação com os achados do ecocardiograma e ressonância magnética cardíaca. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-31102018-124530/
    • NLM

      Corrêa R dos S, Salemi VMC. Importância do eletrocardiograma de repouso, de alta resolução e do Holter de 24 horas em pacientes com miocárdio não compacto: relação com os achados do ecocardiograma e ressonância magnética cardíaca [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-31102018-124530/
    • Vancouver

      Corrêa R dos S, Salemi VMC. Importância do eletrocardiograma de repouso, de alta resolução e do Holter de 24 horas em pacientes com miocárdio não compacto: relação com os achados do ecocardiograma e ressonância magnética cardíaca [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5151/tde-31102018-124530/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021