Exportar registro bibliográfico

Estudo da microbiota de pacientes portadores de doença de Chagas (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: BASQUEIRA, MARCELA DE SOUZA - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MIP
  • Subjects: DOENÇA DE CHAGAS; MICROBIOLOGIA; TRATO GASTROINTESTINAL; SEQUENCIAMENTO GENÉTICO; RNA RIBOSSÔMICO
  • Keywords: Chagas disease; Gastrointestinal microbiome; Microbioma gastrointestinal; Microbiota; New generation sequencing
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: A doença de Chagas é causada pelo protozoário flagelado Trypanosoma cruzi (T. cruzi) e ainda hoje representa um grande problema de saúde pública tendo infectado mais de oito milhões de pessoas. A patogênese da cardiomiopatia chagásica ainda não é completamente compreendida. A inflamação no miocárdio é intensa em relação ao número de parasitos presentes e também se observa um dano progressivo em outros órgãos como esôfago e cólon em 30% a 40% dos casos em que se diagnosticou a doença. Alguns estudos começaram a mostrar que a resposta imunológica a um parasita pode depender da microbiota intestinal; porém, ainda não existem estudos com a tecnologia de sequenciamento de nova geração (NGS) que descrevam a microbiota intestinal em doença de Chagas. É possível que uma pequena alteração do peristaltismo intestinal, decorrente da infecção por T. cruzi possa alterar a colonização de algumas bactérias as quais podem causar mudanças na reatividade do sistema imune como aumentar a resposta autoimune, gerando maior dano ao coração. OBJETIVO: Este trabalho objetivou descrever a microbiota intestinal de acordo com a forma clínica da doença de Chagas, através da amplificação do gene 16s RNA ribossomal e avaliar seu papel na patogênese da doença. MÉTODO: Foram selecionados 114 indivíduos, sendo 30 portadores da forma cardíaca da doença, 11 com a forma digestiva (megacólon), 32 com a indeterminada e 31 indivíduos saudáveis (controles). De cada um deles, foram coletadas amostras defezes para a análise da microbiota por meio de técnicas de sequenciamento de nova geração Ion Torrent. Os resultados obtidos foram analisados pelo software QIIME para determinar a população de bactérias presentes nas amostras. A análise estatística foi realizada utilizando-se os testes não paramétricos de Kruskal-Wallis e Mann-Whitney U-test. RESULTADOS: A frequência relativa do filo Verucomicrobia foi significantemente menor no grupo cardíaco em comparação ao grupo controle e as outras formas clínicas: indeterminada e digestiva. Apesar da abundância relativa desse filo ser menor do que 1%, a diferença observada se manteve significante, mesmo após a correção de Bonferroni. CONCLUSÕES: Nosso estudo sugere que uma menor proporção do filo Verrucomicrobia possa estar relacionada ao processo inflamatório na forma cardíaca; porém, ainda pouco se conhece sobre este grupo de bactérias e seus componentes, que nos permita afirmar o seu efetivo papel na forma cardíaca da doença de Chagas
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.08.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BASQUEIRA, Marcela de Souza; SABINO, Ester Cerdeira. Estudo da microbiota de pacientes portadores de doença de Chagas. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-31102018-104149/ >.
    • APA

      Basqueira, M. de S., & Sabino, E. C. (2018). Estudo da microbiota de pacientes portadores de doença de Chagas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-31102018-104149/
    • NLM

      Basqueira M de S, Sabino EC. Estudo da microbiota de pacientes portadores de doença de Chagas [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-31102018-104149/
    • Vancouver

      Basqueira M de S, Sabino EC. Estudo da microbiota de pacientes portadores de doença de Chagas [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5134/tde-31102018-104149/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020