Exportar registro bibliográfico

Chemical and biological potential of Hyptis Jacq. (Lamiaceae) (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: PARTIDA, MARTHA DALILA SEDANO - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: BOTÂNICA (CLASSIFICAÇÃO); LAMIALES; FLAVONOIDES; PLANTAS MEDICINAIS; ANTIOXIDANTES; ANTIVIRAIS
  • Keywords: Ácido litospérmico A; Ácido rosmarínico; Anti HIV; Anti-HIV; Antibacterial; Antibacterial; Antioxidant; Antioxidante; Citotoxicidade; Cytotoxicity; Flavonoids; Hyptis; Hyptis; Lithospermic acid A; Nepetoidinas; Nepetoidins; Rosmarinic acid
  • Agências de fomento:
  • Language: Inglês
  • Abstract: Flavonoides e outros compostos fenólicos são grupos de compostos bioativos naturais amplamente distribuídos em plantas e estão bem documentados por possuírem potencial biológico. Hyptis (Lamiaceae) é usado na medicina popular brasileira para tratar várias doenças. O objetivo deste estudo foi avaliar o potencial antioxidante, anti-acetilcolinesterase, citotóxico, antiviral e antibacteriano de Hyptis radicans, e Hyptis multibracteata, isolar e identificar substâncias e correlacionar as atividades biológicas com a quantidade de compostos fenólicos e substâncias isoladas. H. radicans e H. multibracteata foram secas, pulverizadas e maceradas em etanol 70%, resultando em extrato etanólico bruto (EE). EE foi dissolvido em metanol 50% e depois foi fracionado por partição com hexano e acetato de etila, o que resultou em três fases: fase hexânica (HP), fase acetato de etila (EAP) e fase hidrometanólica (HMP). EAP de H. radicans foi a amostra que apresentou os maiores teores de conteúdo fenólico, principalmente flavonoides, e foi a amostra com a maior atividade antioxidante, com valores promissores de EC50: DPPH (32,12 µg mL-1), ABTS (5,04 µg mL- 1), Quelante de metais (42,36 µg mL-1), TBARS (40,46 µg mL-1) e Degradação da 2-deoxy-D-ribose de sitio não especifico mediada pelo radical hidroxil (NS-Spe) com EC50 de 75,08 µg mL-1. EE de H. radicans apresentou a maior atividade antioxidante para FRAP e ORAC com EC50 de 6,01 e 2,68 µg mL-1, respectivamente, e apresentou a maior quantidadede ácido rosmarínico (17,64 mg ?-CE g-1). HMP de H. radicans apresentou a mais alta atividade antioxidante no ensaio de Degradação da 2-deoxy-D-ribose de sitio especifico mediada pelo radical hidroxil (S-Spe) com EC50 de 0,32 µg mL-1 e apresentou o maior teor de derivados de ácido clorogênico. Em relação aos resultados da citotoxicidade, HP de H. multibracteata induziu a morte de mais de 80% das células do tipo RAW 264.7 com uma concentração de 100 µg mL-1. A Nepetoidina B isolada de H. multibracteata apresentou a melhor EC50 (52,73 µg mL-1) para atividade anti-acetilcolinesterase. A atividade antibacteriana foi avaliada in vitro contra duas bactérias Gram-negativas, Pseudomonas aeruginosa e Escherichia coli, e uma bacteria Gram-positiva. Bacillus subtilis,. Fases de H. multibracteata foram mais eficazes na inibição de B. subtillis com MIC50 23,6 ?g mL-1 e 12,13 ?g mL-1 para HP e EAP, respectivamente. HP também apresentou atividade contra P. aeruginosa com MIC50 de 37,55 µg mL-1. EE e HMP de H. radicans mostraram moderada atividade anti-HIV-1 (MIC50 159 µg mL-1; MIC50 180 µg mL-1). Não há correlação entre o conteúdo total de fenólicos e esta atividade biológica, mas sim entre a quantidade de ácido rosmarínico das fases e a atividade anti-HIV1 de H. radicans. Foram isoladas pela primera vez a Cirsimaritina e o ácido litospermico A, sendo esta a primeira vez que se descrevem para o gênero Hyptis. Este estudo fornece a primeira evidência do potencial químico e biológico paraestas duas espécies nativas de Hyptis
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 08.08.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SEDANO-PARTIDA, Martha Dalila; FURLAN, Cláudia Maria. Chemical and biological potential of Hyptis Jacq. (Lamiaceae). 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-23102018-142213/ >.
    • APA

      Sedano-Partida, M. D., & Furlan, C. M. (2018). Chemical and biological potential of Hyptis Jacq. (Lamiaceae). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-23102018-142213/
    • NLM

      Sedano-Partida MD, Furlan CM. Chemical and biological potential of Hyptis Jacq. (Lamiaceae) [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-23102018-142213/
    • Vancouver

      Sedano-Partida MD, Furlan CM. Chemical and biological potential of Hyptis Jacq. (Lamiaceae) [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-23102018-142213/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021