Exportar registro bibliográfico

Relação da mensuração ultrassonográfica entre aorta e glândulas adrenais como novo método para estimar normalidade das glândulas adrenais em cadelas hígidas (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: PIRES, SÂMARA TURBAY - FZEA
  • Unidade: FZEA
  • Sigla do Departamento: ZMV
  • Subjects: AORTA DE ANIMAL; CÃES; GLÂNDULAS ADRENAL ANIMAL; ULTRASSONOGRAFIA
  • Language: Português
  • Abstract: A mensuração da glândula adrenal nos cães ainda não está claramente estabelecida de acordo com o peso do animal, havendo uma ampla faixa de normalidade descrita e, além disso, esta não foi relacionada à dimensão da aorta. Este projeto objetivou estabelecer padrão de normalidade de mensuração ultrassonográfica para glândulas adrenais esquerda e direita de cadelas adultas jovens na faixa etária de 1 a 3 anos divididas por porte. A metodologia consiste em verificar se existe relação entre diâmetro da aorta mensurada logo cranialmente à sua trifurcação e a altura do polo caudal da glândula adrenal, na região de maior espessura, em três grupos de peso corporal (porte pequeno, médio e grande). As dimensões do polo caudal das glândulas adrenais direita e esquerda e o diâmetro da aorta, bem como, as relações aorta/adrenal direita e aorta/adrenal esquerda foram avaliadas por dois avaliadores experientes. Os animais foram divididos em grupo 1 (G1) até 10 kg (21 animais), grupo 2 (G2) de 10,1 a 25 kg (22 animais) e grupo 3 (G3) acima de 25,1 a 38 kg (20 animais). A média e o desvio padrão da mensuração do polo caudal da glândula adrenal direita foram de 0,37±0,072 cm (G1), 0,48±0,077 cm (G2) e 0,5±0,048 cm (G3) e da glândula adrenal esquerda de 0,38±0,082 cm (G1), 0,45±0,077 cm (G2) e 0,47±0,073 cm (G3). O diâmetro da aorta 0,52±0,1 cm (G1); 0,78±0,097 cm (G2); 0,94±0,071 cm (G3). Estatisticamente o grupo 2 e o grupo 3foram semelhantes entre si e significativamente diferentes do grupo 1. Portanto, a mensuração do polo caudal das glândulas adrenais relacionadas ao peso corporal não foi considerada um parâmetro confiável. Os resultados indicaram que, nesse estudo, a relação entre aorta/glândulas adrenais de animais até 10 kg variou de 1,2 a 1,6 e de animais de 10,1 a 38 kg de 1,6 a 2,1. A relação aorta/glândulas adrenais provou ser um ótimo parâmetro para estabelecer mensuração normal das glândulas adrenais e, portanto, sugerido como novo parâmetro a ser utilizado na avaliação ultrassonográfica biométrica das glândulas adrenais. Ao relacionar estruturas do próprio animal, foi estabelecido de forma mais específica para o indivíduo uma relação entre a aorta e glândula adrenal e não mais um valor esperado em uma população normal
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 26.07.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PIRES, Sâmara Turbay; HAGE, Maria Cristina Ferrarini Nunes Soares. Relação da mensuração ultrassonográfica entre aorta e glândulas adrenais como novo método para estimar normalidade das glândulas adrenais em cadelas hígidas. 2018.Universidade de São Paulo, Pirassununga, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74135/tde-23102018-100814/ >.
    • APA

      Pires, S. T., & Hage, M. C. F. N. S. (2018). Relação da mensuração ultrassonográfica entre aorta e glândulas adrenais como novo método para estimar normalidade das glândulas adrenais em cadelas hígidas. Universidade de São Paulo, Pirassununga. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74135/tde-23102018-100814/
    • NLM

      Pires ST, Hage MCFNS. Relação da mensuração ultrassonográfica entre aorta e glândulas adrenais como novo método para estimar normalidade das glândulas adrenais em cadelas hígidas [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74135/tde-23102018-100814/
    • Vancouver

      Pires ST, Hage MCFNS. Relação da mensuração ultrassonográfica entre aorta e glândulas adrenais como novo método para estimar normalidade das glândulas adrenais em cadelas hígidas [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/74/74135/tde-23102018-100814/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021