Exportar registro bibliográfico

Sistematic review of subfamily Phryninae (Arachnida: Amblypygi) (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: JOYA, DANIEL ANDRES CHIRIVI - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIZ
  • Subjects: ZOOLOGIA (CLASSIFICAÇÃO); ARACNÍDEOS; FILOGENIA; BIODIVERSIDADE
  • Keywords: America; América; Análise de evidência total; Biodiversity; Cryptic species; Espécies crípticas; Phylogeny; Total evidence analysis
  • Agências de fomento:
  • Language: Inglês
  • Abstract: A subfamília Phryninae (Arachnida: Amblypygi) não possui uma revisão recente. Isso traz muitas dificuldades na identificação das espécies. Nenhuma hipótese filogenética para a subfamília foi proposta. A nomenclatura dos caracteres diagnósticos não é uniforme e a maioria das ilustrações não é suficientemente detalhada. Aqui, nós revisamos a subfamília Phryninae, redescrevemos as espécies conhecidas e seis espécies novas, e propomos uma nomenclatura uniforme para os dentes das quelíceras e espinhos dos pedipalpos. Nós realizamos uma análise filogenética usando evidência total e otimização direta no programa POY. Construímos uma matriz morfológica de 92 terminais e 174 caracteres, e uma matriz molecular usando 1557 pb (marcadores COI, l2S e 16S). Os dois conjuntos de informação foram analisados separadamente para perceber a influência de cada um deles na análise de evidência total. Os resultados das três análises foram diferentes. A análise morfológica não recuperou a subfamília Phryninae como monofilética, resultando em 90 topologias igualmente parcimoniosas, Porém, a árvore de consenso estrito teve uma boa resolução. A análise molecular recuperou Phryninae como monofilética, embora não tenha recuperado a família Phrynidae. A análise de evidência total permitiu obter uma única hipótese mais parcimoniosa a qual inclui todas as espécies de Phrynidae, e permitiu resolver as politomias obtidas na análise morfológica. Nesta hipótese, tanto Phrynidae como suassubfamílias se mantiveram monofiléticas. Em todos os resultados, os gêneros de Phryninae são polifiléticos. A árvore da análise de evidência total foi selecionada para elaborar uma nova proposta taxonômica. Mantivemos os gêneros Acanthophrynus, Phrynus e Paraphrynus e criamos cinco gêneros novos: Caicedophrynus gen. nov., Cronopiophrynus gen. nov., Gabophrynus gen. nov., Gentilophrynus gen. nov., e Girondophrynus gen. novo Propusemos 44 mudanças nomenclaturais, Nossos resultados sugerem que a diversidade do grupo é maior do que a conhecida. Isso nos faz considerar importante análises populacionais e filogeográficas em Phryninae
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.06.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      JOYA, Daniel Andrés Chirivi; ROCHA, Ricardo Pinto da. Sistematic review of subfamily Phryninae (Arachnida: Amblypygi). 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-20092018-100051/ >.
    • APA

      Joya, D. A. C., & Rocha, R. P. da. (2018). Sistematic review of subfamily Phryninae (Arachnida: Amblypygi). Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-20092018-100051/
    • NLM

      Joya DAC, Rocha RP da. Sistematic review of subfamily Phryninae (Arachnida: Amblypygi) [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-20092018-100051/
    • Vancouver

      Joya DAC, Rocha RP da. Sistematic review of subfamily Phryninae (Arachnida: Amblypygi) [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41133/tde-20092018-100051/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021