Exportar registro bibliográfico


Metrics:

A relação alométrica ou isométrica nos índices de massa corporal entre menores de 20 anos (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: MAZZETI, CAMILA MEDEIROS DA SILVA - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HNT
  • DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-10102018-085303
  • Subjects: ANTROPOMETRIA; COMPOSIÇÃO CORPORAL; CRESCIMENTO; ESTADO NUTRICIONAL; ÍNDICE DE MASSA CORPORAL; OBESIDADE; LACTENTES; PRÉ-ESCOLAR; CRIANÇAS; ADOLESCENTES
  • Keywords: Alometria; Baixo Peso
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Objetivos: Analisar o ajuste alométrico para MC e altura entre indivíduos menores de 20 anos. Métodos: Dados de indivíduos de 0-20 anos de National Health and Nutrition Examination Survey (NHANES-1999-2013); Pesquisa Nacional de Saúde e Nutrição (PNSN-1989); Encuesta de Salud y Nutrición (2012); England Health Survei (2005-2014) e; Korean National Health and Nutrition Examination Survey (KNHANES-1998-2014). MC e de altura foram convertidos à escala logarítmica e modelados por regressão linear em 24 grupos etários, 2 sexos e os 5 países. O β dessa regressão deu origem ao p valor que foi estimado em 2 etapas. 1) Todos os dados disponíveis nos inquéritos, excluíndo apenas os valores biologicamente implausíveis; e 2) O p foi calculado após a exclusão dos valores não esperados para idade (VNEI) de MC e altura. VNEI foi definido como casos ±2,0 DP(z) do resíduo da regressão de MC pela idade, altura pela idade e MC pela altura. Em seguida, os valores p definidos no pool de dados foram modelados por spline com 5 knots, para definição de um p internacional (ip). Após calculou-se o IA - Indice Alométrico para todos os individuos. Para análise da correlação entre os índices e a massa adiposa foram utilizadas medidas de Densiotometria (DXA), Impedância Bioelétrica (BIA), Circunferência de Cintura (CC) e Dobras Cutâneas (DC). As correlações com os indices foram estimada pelo coeficiente de Pearson(r).Em uma análise de efeitos mistos, estimou-se o coeficiente correlção intraclasses (CCI), entre os diferentes países e as diferentes fenótipos humanos para altura, MC, IMC e IA. Resultados: A exclusão de VNEI (8,5% da amostra) diminuiu a diferença do p entre os países. O p e o ip apresentoram valores próximos a 2 ao nascimento, aumentou para 3 a 3,5 (7 e 11 anos nas meninas e 8 a 12 nos meninos) e regrediu a 2 no final do crescimento. O IA apresentou r próximo de zero em relação a altura contra r proximos de 0,4 para o IMC durante a puberdade. A correlação da massa adiposa para os dois indices foi semelhante, sempre apresentando r acima de 0,85 para todas as formas de análise via DC, BIA, CC e DXA. IA apresentou menor correlação com massa muscular e densidade óssea. O CCI foi maior entre os paises e praticamente nulo entre as fenótipos humanos. A maior variação entre os paises ficou a cargo da altura, seguido da massa corporal e IMC. O IA foi a medida que se apresentou com menor variação entre os paises (3,6%) e entre fenótipos humanos (1,7%). Conclusões: A exclusão VNEI contribuiu para diminuir o efeito do estado nutricional sobre a alometria para se estimar o p valor. O ip mostrou-se uma valor promissor para uso internacional. O IA no conjunto de evidências apresenta uma vantagem em relação ao IMC, uma vez que tem correlção 0 com a altura, e uma correlação equivalente ao IMC com a massa adiposa além de apresentar o menor CCI entre fenótipos humanos e nacionalidades. A maior variação do CCI ficou a cargo do país em relação a altura, justificado pelos difentes contextos epidemiológicos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 18.06.2018
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-10102018-085303 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MAZZETI, Camila Medeiros da Silva; CONDE, Wolney Lisbôa. A relação alométrica ou isométrica nos índices de massa corporal entre menores de 20 anos. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-10102018-085303/pt-br.php > DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-10102018-085303.
    • APA

      Mazzeti, C. M. da S., & Conde, W. L. (2018). A relação alométrica ou isométrica nos índices de massa corporal entre menores de 20 anos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-10102018-085303/pt-br.php
    • NLM

      Mazzeti CM da S, Conde WL. A relação alométrica ou isométrica nos índices de massa corporal entre menores de 20 anos [Internet]. 2018 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-10102018-085303/pt-br.php
    • Vancouver

      Mazzeti CM da S, Conde WL. A relação alométrica ou isométrica nos índices de massa corporal entre menores de 20 anos [Internet]. 2018 ;Available from: https://teses.usp.br/teses/disponiveis/6/6138/tde-10102018-085303/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021