Exportar registro bibliográfico

Percepção Ambiental e Ensino por Investigação: estudo de caso com licenciandos de Biologia participantes do Pibid (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: TOWATA, NAOMI - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: PERCEPÇÃO AMBIENTAL; FORMAÇÃO DE PROFESSORES; ENSINO; ECOSSISTEMAS MARINHOS
  • Keywords: Ambientes Costeiros; Coastal Environments; Ensino por Investigação; Environmental Perception; Inquiry-based Learning; Pibid; Pibid; Teaching Treaning
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: O professor é um ator fundamental para a promoção da educação de qualidade e desenvolvimento de cidadãos críticos. A formação inicial é uma etapa muito importante para que exerça com qualidade esse papel tão relevante na sociedade. Diversos programas visam fomentar essa formação inicial, como o Pibid. O presente trabalho caracterizou-se como um estudo de caso com 4 sujeitos de pesquisa. Investigou a atuação de licenciandos do Curso de Ciências Biológicas (IB-USP) envolvidos no processo de desenvolvimento e aplicação de uma sequência didática investigativa sobre ambientes costeiros durante o Pibid. Seus objetivos específicos foram: (1) investigar a Percepção Ambiental (PA) sobre ecossistemas marinhos e costeiros desses licencinados; (2) compreender suas concepções sobre Ensino por Investigação (EI); (2) Analisar a sequência didática proposta (planos de aula e roteiros) quanto às concepções de meio ambiente presentes e ocorrência das diferentes fases do ciclo investigativo proposto pelo pesquisador Pedaste e seus colaboradores em 2015; (4) analisar a aplicação de tal sequência em sala de aula por parte de cada um dos licenciandos quanto aos mesmo aspectos focados na análise da sequência. Visando atingir tais objetivos, realizamos o uso de questionários e entrevistas, análise da sequência didática e observações de aulas. Os dados foram avaliados por análise de conteúdo e quantificações simples. Quanto à PA, os 4 licenciandos posicionaram-se na categoria Preservação+Utilização-do Modelo de Valores Ecológicos. Eles declararam relações tanto globais, quanto mais utilitaristas com os ambientes marinhos e costeiros. A concepção Globalizante de meio ambiente foi detectada para dois licenciandos desde o início do Pibid. Já outros dois apresentaram concepções Naturalistas, que foram modificadas ao longo do tempo. No entanto, apenas a concepção Naturalista Reducionista foi detectada na sequência didática elaborada, bem como nas aplicações realizadas pelos licenciandos. Em relação às concepções sobre EI, os licenciandos destacam seus objetivos múltiplos (ex. promover a construção do conhecimento do estudante, desenvolver habilidades e pensamento crítico e auxiliar no entendimento da metodologia científica). Tais objetivos representam vantagens dessa abordagem. As principais desvantagens seriam a dificuldade de elaboração e a aplicação das atividades investigativas, bem como sua real inserção na escola. Pensando-se na análise da sequência didática, todas as cinco fases do ciclo investigativo estavam presentes, as subfases Levantamento de Hipótese e Experimentação foram ausentes, sendo que a dinâmica das aulas se baseou principalmente na relação Questionamento-Exploração (apesar da subfase Exploração não ser detectada para dois dos quatro temas da sequência). A Fase de Reflexão também não foi explicitada nos planos e roteiros. Referente à análise das aplicações da sequência didática, no que se refere à presença das fases e subfases do ciclo investigativo,percebemos diferenças entre o que foi planejado e o que foi efetivamente aplicado em sala de aula, bem como entre as aplicações dos 4 licenciandos. Ao final do processo, os licenciandos apresentaram uma boa avaliação sobre a própria sequência, detectando os momentos mais e menos investigativos. Também demostraram consciência sobre o papel de sua atuação como professores, percebendo que, por vezes, conduziram demasiadamente a atividade. Esta pesquisa evidencia a necessidade de atenção ao implementar-se prospostas/currículos baseados no EI, não sendo suficiente apenas fornecer aos professores sequências ou atividades prontas, mas também os preparando de forma efetiva para trabalharem adequadamente em sala de aula com o que foi proposto. Acreditamos que a situação ideal é formar esses professores para que eles próprios possam desenvolver suas atividades, valorizando sua autonomia e seu papel central no processo ensino-aprendizagem
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.07.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TOWATA, Naomi; URSI, Suzana. Percepção Ambiental e Ensino por Investigação: estudo de caso com licenciandos de Biologia participantes do Pibid. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-20092018-144000/ >.
    • APA

      Towata, N., & Ursi, S. (2018). Percepção Ambiental e Ensino por Investigação: estudo de caso com licenciandos de Biologia participantes do Pibid. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-20092018-144000/
    • NLM

      Towata N, Ursi S. Percepção Ambiental e Ensino por Investigação: estudo de caso com licenciandos de Biologia participantes do Pibid [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-20092018-144000/
    • Vancouver

      Towata N, Ursi S. Percepção Ambiental e Ensino por Investigação: estudo de caso com licenciandos de Biologia participantes do Pibid [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-20092018-144000/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021