Exportar registro bibliográfico

Degradação do antibiótico bacitracina zí­ncica em meio aquoso através de processos oxidativos avançados (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: METOLINA, PATRÍCIA - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: ANTIBIÓTICOS; PEPTÍDEOS; BACTÉRIAS
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: A presença de antibióticos no ecossistema representa um sério risco à saúde humana e animal em virtude do desenvolvimento crescente de resistência bacteriana. Uma vez que a maioria dos antibióticos é persistente à degradação biológica, os processos oxidativos avançados são apontados como uma das tecnologias mais efetivas para decompor esses compostos em águas residuárias. A bacitracina zíncica (Bc-Zn) é um potente antibiótico constituído por uma mistura complexa de peptídeos não-biodegradáveis, conjugados ao zinco. Apesar de ser um antibiótico amplamente consumido na medicina humana e animal, é preocupante a escassez de estudos que investigam sua degradação e destino ambiental. O presente trabalho analisou a degradação da Bc-Zn através dos processos de fotólise direta e UV/H2O2 em diferentes condições de radiação UVC e concentração inicial de H2O2. Os parâmetros cinéticos rendimento quântico da fotólise, constantes cinéticas de pseudo-primeira ordem e constante cinéticas de segunda ordem foram satisfatoriamente estimados pela modelagem do sistema fotoquímico experimental. Os resultados revelaram que a fotólise direta permitiu degradar todos os congêneres da mistura de Bc-Zn nas maiores doses de radiação UVC empregadas. No entanto, não houve remoção de TOC após 120 minutos de irradiação. A adição de H2O2 acelerou substancialmente a fotodegradação do antibiótico, apresentando constantes cinéticas de pseudo-primeira ordem uma ordem de grandeza superiores às obtidas por fotólise direta. Além disso, remoção considerável de até 71% do TOC foi alcançada. A análise estatística demonstrou que a radiação UV foi um fator bem mais significativo para a fotodegradação da Bc-Zn em relação à concentração inicial de H2O2, sendo as melhores condições do processo alcançadas para a maior taxa específica de emissão de fótons(1,11×10-5 Einstein L-1 s-1). Ensaios biológicos com soluções tratadas por fotólise direta e UV/H2O2 indicaram remoção completa da atividade antimicrobiana residual, ainda que os produtos da fotodegradação tenham se mostrado não-biodegradáveis. Análises de toxicidade indicaram que o metal zinco presente no antibiótico é responsável pela a toxicidade no micro-organismo-teste Vibrio fischeri. Estudos adicionais devem ser realizados para identificar os sub-produtos formados, bem como para investigar a degradação da Bc-Zn em efluentes industriais reais.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.06.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      METOLINA, Patrícia; TEIXEIRA, Antonio Carlos S. C. Degradação do antibiótico bacitracina zí­ncica em meio aquoso através de processos oxidativos avançados. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-24092018-082606/pt-br.php >.
    • APA

      Metolina, P., & Teixeira, A. C. S. C. (2018). Degradação do antibiótico bacitracina zí­ncica em meio aquoso através de processos oxidativos avançados. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-24092018-082606/pt-br.php
    • NLM

      Metolina P, Teixeira ACSC. Degradação do antibiótico bacitracina zí­ncica em meio aquoso através de processos oxidativos avançados [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-24092018-082606/pt-br.php
    • Vancouver

      Metolina P, Teixeira ACSC. Degradação do antibiótico bacitracina zí­ncica em meio aquoso através de processos oxidativos avançados [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-24092018-082606/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021