Exportar registro bibliográfico

IgE para ácaros, barata e Ascaris lumbricoides: impacto na IgE total e implicações para o desenvolvimento de alergia e asma (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: PALHAS, PRISCILA BOTELHO - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: ÁCAROS; BARATAS; ASCARIS LUMBRICOIDES; ASMA
  • Keywords: Ascaris lumbricoides; Total IgE; Cockroach; Mites; Specific IgE; IgE específica; Ácaros; Barata
  • Language: Português
  • Abstract: (p<0,01). Níveis de IgE para D. pteronyssinus entre crianças de Ribeirão Preto foram mais altos que IgE para outros inalantes e A.lumbricoides (p<0,01). Em Natal, a porcentagem de IgE para A. lumbricoides em relação à IgE total foi maior em comparação a IgE para D.pteronyssinus e B.germanica (mediana 0,41%; 0,08%; e 0,04% respectivamente, p<0,01). Em Ribeirão Preto, a porcentagem de IgE para D.pteronyssinus e para B.tropicalis em relação à IgE total foi maiorem comparação a IgE para A.lumbricoides e barata (mediana 9,8%; 0,6%; 0,3%; e 0,2%, respectivamente, p<0,05). Regressão linear revelou que a associação mais forte foi para IgE para A.lumbricoides com IgE total em Natal (R²=0,56; p<0,01); associação significante foi também observada para IgE para ácaros com IgE total em Ribeirão Preto (R2=0,35; p<0,01 para D.pteronyssinus; R2=0,33; p<0,01 para B.tropicalis, respectivamente). Nossos resultados demonstraram que anticorpos IgE para ácaros contribuem fortemente para a IgE total entre crianças com asma e/ou rinite, vivendo em uma área de baixa taxa de infecções parasitárias em nosso meio. Por outro lado, entre crianças vivendo em uma área em que parasitas são encontrados em abundância, infecções parasitárias induzem uma forte resposta IgE policlonal, e anticorpos IgE específicos para parasita, além de ácaros, barata, gato e cachorro representam uma modesta proporção da IgE total. A especificidade desta IgE, e os efeitos a longo prazo desta resposta cedo na vida, permanecem desconhecidosA imunoglobulina E (IgE) tem papel central na patogênese das doenças alérgicas. É parte da resposta do tipo 2, e as citocinas IL-4 e IL-13 são essenciais para que haja produção deste isotipo de imunoglobulina. Produção de IgE é também induzida por parasitas intestinais, particularmente helmintos. O objetivo do presente estudo foi avaliar a contribuição de IgE específica para ácaros, barata, gato, cachorro e para o parasita Ascaris lumbricoides sobre os níveis de IgE total entre crianças de áreas distintas no Brasil. Anticorpos IgE para ácaros Dermatophagoides pteronyssinus e Blomia tropicalis; barata Blattella germanica; gato; cachorro; e A. lumbricoides foram medidos usando o sistema ImmunoCAP, e comparados à IgE total no soro de 150 crianças de 3-6 anos de idade vivendo na cidade de Natal, endêmica para parasitoses intestinais, e de 54 crianças de 3-6 anos de idade com asma e/ou rinite, vivendo em Ribeirão Preto. Níveis de IgE total foram significantemente mais elevados em crianças de Natal quando comparados aqueles em crianças de Ribeirão Preto (média geométrica 630,9 kU/L, faixa 19,6-63.290 kU/L; e 398,1 kU/L, faixa 35,7-4.803 kU/L, respectivamente). Entre as 150 crianças de Natal, 52(34,6%) apresentaram IgE positiva para D.pteronyssinus; 70(46,6%) para B.tropicalis; 45(30%) para barata; 19(12,6%) para gato; 17(11,3%) para cachorro; e 125(83,3%) para A.lumbricoides. Entre as 54 crianças com asma e/ou rinite de Ribeirão Preto, 41(75,9%) apresentaram IgE positiva para D.pteronyssinus; 34(62,9%) para B.tropicalis; 22(40,7%) para barata; 11(20,3%) para gato; 12(22,2%) para cachorro. Embora estas crianças fossem negativas para parasitas à inclusão no estudo, 22(40,7%) tinham IgE para A.lumbricoides. Anticorpos IgE para A. lumbricoides foram mais elevados entre crianças de Natal, quando comparados a IgE para alérgenos inalantes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.05.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PALHAS, Priscila Botelho; ARRUDA, Luisa Karla de Paula; MELO, Janaina Michelle Lima. IgE para ácaros, barata e Ascaris lumbricoides: impacto na IgE total e implicações para o desenvolvimento de alergia e asma. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-19072018-095431/ >.
    • APA

      Palhas, P. B., Arruda, L. K. de P., & Melo, J. M. L. (2018). IgE para ácaros, barata e Ascaris lumbricoides: impacto na IgE total e implicações para o desenvolvimento de alergia e asma. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-19072018-095431/
    • NLM

      Palhas PB, Arruda LK de P, Melo JML. IgE para ácaros, barata e Ascaris lumbricoides: impacto na IgE total e implicações para o desenvolvimento de alergia e asma [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-19072018-095431/
    • Vancouver

      Palhas PB, Arruda LK de P, Melo JML. IgE para ácaros, barata e Ascaris lumbricoides: impacto na IgE total e implicações para o desenvolvimento de alergia e asma [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17138/tde-19072018-095431/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021