Exportar registro bibliográfico

Alterações neurocognitivas e morfométricas cerebrais associadas ao uso do crack (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA JUNIOR, HERCILIO PEREIRA DE - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MPS
  • Subjects: SUBSTÂNCIAS TÓXICAS; COCAÍNA; USUÁRIOS DE DROGAS; ESTIMULANTES DO SISTEMA NERVOSO CENTRAL; TRANSTORNOS RELACIONADOS AO USO DE COCAÍNA; TRANSTORNOS RELACIONADOS AO USO DE SUBSTÂNCIAS
  • Keywords: Central nervous system stimulants; Cocaine; Cognition; Crack cocaine; Neuroimaging; Substance-related disorders
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇAO: Recentes achados experimentais sugerem que a cocaína na forma crack é mais neurotóxica quando comparada à cocaína inalada. Estes estudos são congruentes com os achados clínicos de que pacientes com transtorno por uso da cocaína e usuários de crack têm pior prognóstico e mais consequências adversas para à saúde. OBJETIVO: Investigar alterações diferenciais em substância cinzenta cerebral (SC) e prejuízos neurocognitivos entre usuários de crack (CRACK), cocaína inalada (COC) e controles. MÉTODOS: 78 indivíduos adultos foram avaliados neste estudo (16 CRACK, 26 COC e 36 controles). Todos indivíduos realizaram uma bateria abrangente de testes neurocognitivos. Dados estruturais do cérebro foram analisados através de um protocolo de morfometria baseada em voxels (VBM) e do Statistical Parametric Mapping (SPM) 12. Diferenças em volume de substância cinzenta entre os três grupos foram avaliadas através de um modelo fatorial tendo idade e escolaridade como covariáveis. Foram realizados testes de correlação entre variáveis de uso da cocaína e volume de substância cinzenta. RESULTADOS: Participantes do grupo CRACK apresentaram volumes menores de SC no córtex orbitofrontal esquerdo (p < 0,001), cingulado anterior bilateral (p < 0,001), córtex precentral direito e córtex temporal medial (p < 0,05) em relação aos controles. Em comparação aos indivíduos do grupo COC, os indivíduos do grupo CRACK tiveram volumes menores de SC no córtex orbitofrontal esquerdo (p < 0,001), cingulado anterior direito (p < 0,05)e giro parietal superior esquerdo (p < 0,001). A idade de início de uso da cocaína mais precoce foi associada a volumes menores de SC no córtex temporal superior esquerdo (p < 0,05) e lóbulo paracentral direito (p < 0,05) no grupo total de usuários e CRACK. Anos de uso da cocaína foram associados negativamente ao volume de SC no polo temporal medial direito (p < 0,05) no grupo CRACK. O uso da droga no último mês foi associado a volumes menores de SC em córtex parahipocampal e hipocampo direito (p < 0,05) no grupo total de usuários e CRACK e cíngulo anterior direito apenas no grupo CRACK (p < 0,05). CRACK e COC desempenharam pior que os controles em funções executivas globais e impulsividade. CONCLUSÕES: Nossos resultados sugerem que usuários de crack apresentam alterações mais graves em região pré-frontal e prejuízos em funções cognitivas como auto-monitorização e funções executivas quando comparados a usuários de cocaína inalada. Variáveis como idade de início da cocaína, anos de uso e dias de uso da droga no último mês foram associadas a volumes menores de SC em regiões corticais relacionadas ao funcionamento executivo e controle inibitório. Em conclusão, usuários de crack apresentaram mais prejuízos em região pré-frontal do cérebro e novos estudos longitudinais poderão contribuir para uma melhor compreensão de como tais alterações podem impactar negativamente o curso clínico e resultados no tratamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 06.06.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA JUNIOR, Hercilio Pereira de; ANDRADE, Arthur Guerra de; CUNHA, Paulo Jannuzzi. Alterações neurocognitivas e morfométricas cerebrais associadas ao uso do crack. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-12092018-082935/ >.
    • APA

      Oliveira Junior, H. P. de, Andrade, A. G. de, & Cunha, P. J. (2018). Alterações neurocognitivas e morfométricas cerebrais associadas ao uso do crack. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-12092018-082935/
    • NLM

      Oliveira Junior HP de, Andrade AG de, Cunha PJ. Alterações neurocognitivas e morfométricas cerebrais associadas ao uso do crack [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-12092018-082935/
    • Vancouver

      Oliveira Junior HP de, Andrade AG de, Cunha PJ. Alterações neurocognitivas e morfométricas cerebrais associadas ao uso do crack [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5142/tde-12092018-082935/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021