Exportar registro bibliográfico

Análise do potencial osteogênico e angiogênico do tecido pulpar fresco em associação às proteínas derivadas da matriz do esmalte através da expressão gênica e proteica (2016)

  • Authors:
  • Autor USP: IRIE, MILENA SUEMI - FORP
  • Unidade: FORP
  • Sigla do Departamento: 806
  • Subjects: POLPA DENTÁRIA; FATORES DE CRESCIMENTO; TECIDOS (ANATOMIA)
  • Keywords: Dental pulp; Fatores de crescimento; Growth factors; Polpa dentária; Terapia tecidual; Tissue therapy
  • Language: Português
  • Abstract: A regeneração óssea é um processo complexo que exige a atuação coordenada de vários sinalizadores bioquímicos para promover as diversas fases da angiogênese e osteogênese. Diversas pesquisas têm focado no entendimento da biologia molecular com o objetivo de promover e acelerar a regeneração do tecido ósseo. Este estudo avaliou o potencial osteogênico e angiogênico da polpa dentária (PD) fresca e o efeito das proteínas derivadas da matriz do esmalte (EMD) neste tecido, obtido imediatamente após a exodontia, sem isolamento e cultura destas células. Trinta e seis amostras foram utilizadas, cada uma constistuída de um pool de tecidos da polpa removidos de 2 dentes de um mesmo paciente. No grupo controle, as amostras foram inseridas em criotubo e mantidas por 20 minutos em temperatura ambiente. No grupo teste, foi realizada aplicação de EMD (Emdogain®) na proporção de 1:1 e também mantidas por 20 minutos em temperatura ambiente. Análise de expressão gênica de Runx2, Osterix, ALP, BSP, OPN, VEGF-A, FGF-2 foi realizada através da Reação da Transcriptase Reversa em Cadeia da Polimerase (qRT-PCR). As análises imunológicas foram realizadas pelo imunoensaio Multiplex Cytokine Profiling (Luminex) para níveis de OCN, OPN, EGF, Angiopoietina-2, BMP-9, FGF-1, FGF-2, VEGF-A, VEGFC, VEGF-D. Os dados obtidos foram analisados estatisticamente. Os genes BSP e OPN apresentaram níveis significativamente maiores (p < 0,05) no Grupo Controle. Em relação à Osterix e FGF-2, houve maior expressão (p < 0.05) no Grupo Teste. Nos genes Runx-2, ALP e VEGF-A, não foi possível observar diferenças significativas entre os grupos. Na análise imunológica, OCN e OPN apresentaram níveis significativamente maiores (p < 0,05) no Grupo Controle. Já os níveis de Angiopoietin-2, BMP-9, FGF-1, VEGF-C, VEGF-D, VEGFA e FGF-2 tiveram maior expressão (p < 0,05) no Grupo Teste. Para os níveis deEGF, não foi observada diferença estatística (p < 0,05) entre os grupos. De acordo com os achados deste estudo, a aplicação de EMD no tecido pulpar em modelo ex vivo, aumentou a expressão gênica e proteica relacionada ao processo angiogênico, podendo, portanto, favorecer a regeneração óssea. No entanto, ensaios clínicos são necessários para confirmar os achados deste estudo e para que esta proposta terapêutica seja validada
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.08.2016
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      IRIE, Milena Suemi; TABA JÚNIOR, Mário. Análise do potencial osteogênico e angiogênico do tecido pulpar fresco em associação às proteínas derivadas da matriz do esmalte através da expressão gênica e proteica. 2016.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2016. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58132/tde-26092016-160148/ >.
    • APA

      Irie, M. S., & Taba Júnior, M. (2016). Análise do potencial osteogênico e angiogênico do tecido pulpar fresco em associação às proteínas derivadas da matriz do esmalte através da expressão gênica e proteica. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58132/tde-26092016-160148/
    • NLM

      Irie MS, Taba Júnior M. Análise do potencial osteogênico e angiogênico do tecido pulpar fresco em associação às proteínas derivadas da matriz do esmalte através da expressão gênica e proteica [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58132/tde-26092016-160148/
    • Vancouver

      Irie MS, Taba Júnior M. Análise do potencial osteogênico e angiogênico do tecido pulpar fresco em associação às proteínas derivadas da matriz do esmalte através da expressão gênica e proteica [Internet]. 2016 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/58/58132/tde-26092016-160148/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021