Exportar registro bibliográfico

Desenvolvimento e avaliação de adsorventes para purificação de DNA plasmidial por meio de cromatografia baseada em ligantes de arginina (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: CARDOSO, SARA ISABEL BORGES - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PQI
  • Subjects: CROMATOGRAFIA DE AFINIDADE; VETORES; LIGANTES; RESINAS; ARGININA
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: O uso de DNA plasmidial (pDNA) visando a aplicações terapêuticas tem aumentado nos últimos anos. A cromatografia aparece como a técnica de purificação mais comum para obtenção de amostras de pDNA com o elevado grau de pureza exigido. Porém, as resinas cromatográficas disponíveis apresentam ainda uma série de desafios, nomeadamente no desenvolvimento de ligantes específicos e matrizes capazes de acomodar este tipo de molécula. Relativamente à apuração de novos ligantes, alguns estudos têm mostrado o potencial do aminoácido arginina para estabelecer interações específicas e preferenciais com o pDNA. Por outro lado, resinas monolíticas surgem como suportes interessantes devido às suas excelentes propriedades de transferência de massa e altas capacidades de adsorção. Neste estudo, diferentes ligantes baseados em arginina (arginina, di-arginina e tri-arginina) foram imobilizados em resinas de agarose previamente ativadas. Um primeiro estudo de adsorção em batelada foi realizado a fim de avaliar e compreender os mecanismos envolvidos no processo de adsorção dos ácidos nucleicos pDNA e RNA em resina com o aminoácido arginina. Na sequência, apresentamos uma proposta inovadora para o uso de ligantes de arginina em resinas de agarose, em um único passo de purificação em modo negativo a seguir ao passo de concentração por isopropanol. A capacidade da resina para o pDNA foi substancialmente maior do que a obtida para o mesmo tipo de resina no modo positivo, com notória vantagem de capacidade no uso de di-arginina face a arginina com rendimentos próximos de 100% do plasmídeo carregado. Os ligantes di-arginina e tri-arginina foram também imobilizados em resinas monolíticas. Em comparação com o aminoácido arginina, a imobilização doshomopeptídeos nas resinas monolíticas levou ao aumento da capacidade de adsorção (cerca de 2,5 vezes superior) e especicificidade de interações, mostrando-se como uma estratégia promissora para processos de purificação de pDNA.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 24.05.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CARDOSO, Sara Isabel Borges; AZZONI, Adriano Rodrigues. Desenvolvimento e avaliação de adsorventes para purificação de DNA plasmidial por meio de cromatografia baseada em ligantes de arginina. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-04092018-134047/pt-br.php >.
    • APA

      Cardoso, S. I. B., & Azzoni, A. R. (2018). Desenvolvimento e avaliação de adsorventes para purificação de DNA plasmidial por meio de cromatografia baseada em ligantes de arginina. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-04092018-134047/pt-br.php
    • NLM

      Cardoso SIB, Azzoni AR. Desenvolvimento e avaliação de adsorventes para purificação de DNA plasmidial por meio de cromatografia baseada em ligantes de arginina [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-04092018-134047/pt-br.php
    • Vancouver

      Cardoso SIB, Azzoni AR. Desenvolvimento e avaliação de adsorventes para purificação de DNA plasmidial por meio de cromatografia baseada em ligantes de arginina [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3137/tde-04092018-134047/pt-br.php


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021