Exportar registro bibliográfico

Camponeses e feiras agroecológicas na Paraíba (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: LIMA, ALINE BARBOZA DE - FFLCH
  • Unidades: FFLCH
  • Sigla do Departamento: FLG
  • Subjects: CAMPONESES; FEIRAS; ECOLOGIA AGRÍCOLA; ALIMENTOS; LATIFÚNDIO
  • Keywords: Territorialização do monopólio; Territorialization of the monopoly
  • Language: Português
  • Abstract: A presente pesquisa analisou as feiras agroecológicas realizadas por camponeses no estado da Paraíba, experiência que se constituiu na comercialização direta de alimentos produzidos em assentamentos rurais e pequenas propriedades. Essa iniciativa foi resultado de soluções para problemas provocados pelo uso de agrotóxicos, a venda da produção para atravessadores e a busca pela constituição da vida na terra conquistada. Os camponeses que encabeçaram essa experiência traziam uma vivência de enfrentamento contra os latifúndios improdutivos e oligarquias rurais. Foi na longa trajetória percorrida na luta pela terra que se formaram as bases políticas e sociais no sentido que pretendiam dotar a vida na terra conquistada. Dessa forma, a não utilização de agrotóxicos e de fertilizantes químicos, bem como a recusa em plantar as sementes transgênicas fizeram parte de uma prática agrícola contra-hegemônica, que buscou diminuir a dependência das famílias camponesas dos oligopólios mundiais. Diante disso, objetivamos compreender o protagonismo camponês na luta por condições mais justas no campo, diante da concentrada estrutura fundiária brasileira e dos privilégios governamentais concedidos ao agronegócio. Nesse contexto, identificamos que até concretizarem a realização da primeira feira agroecológica, as famílias camponesas enfrentaram uma série de dificuldades, desde a falta de apoio governamental até a proibição de instalação de feiras em algumas cidades. Mesmo diante das adversidades,constatamos uma série de resultados positivos, como melhoria da saúde das famílias, oferta de alimentos saudáveis para a cidade, melhoria do solo agrícola e aumento da renda familiar. Todavia, apesar das conquistas, o número de integrantes que praticam uma agricultura contra-hegemônica ainda é pequeno diante da agricultura convencional. Dessa forma, a partir dos estudos da geografia agrária, buscamos analisar os processos de monopolização do território e territorialização do monopólio na agricultura, para compreender os processos de criação e recriação do campesinato. Portanto, com base nesses processos, levantamos a tese da possibilidade de superação da condição de subordinação camponesa a partir da realização de projetos como o das feiras agroecológicas, enquanto concepção mais ampla de vida e de transformações sociais, interligadas às discussões da construção da soberania alimentar
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.08.2017
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      LIMA, Aline Barboza de; OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de. Camponeses e feiras agroecológicas na Paraíba. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-01022018-114224/ >.
    • APA

      Lima, A. B. de, & Oliveira, A. U. de. (2017). Camponeses e feiras agroecológicas na Paraíba. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-01022018-114224/
    • NLM

      Lima AB de, Oliveira AU de. Camponeses e feiras agroecológicas na Paraíba [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-01022018-114224/
    • Vancouver

      Lima AB de, Oliveira AU de. Camponeses e feiras agroecológicas na Paraíba [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/8/8136/tde-01022018-114224/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020