Exportar registro bibliográfico

A psicose como homo sacer: a vida entre o uso do corpo e a cidadania (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: CORREIA, ROMULO MARCELO DOS SANTOS - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PST
  • Subjects: SERVIÇOS DE SAÚDE MENTAL; TRANSTORNOS PSICÓTICOS; TEORIA PSICANALÍTICA; SOCIEDADE PÓS-MODERNA; RAZÃO INSTRUMENTAL
  • Language: Português
  • Abstract: Este trabalho investiga se no Brasil o lugar social destinado pela sociedade às pessoas que possuem diagnósticos relativos à psicose é semelhante àquele que o poder soberano destina ao homo sacer. Para isso, o referencial teórico estudado baseia-se na pesquisa de Agamben sobre o homo sacer e na teoria psicanalítica da psicose, mas não de forma exaustiva, e sim recortando possíveis contribuições. Essas noções subsidiam toda discussão que vai dos primeiros entendimentos sobre loucura, atravessando o ideal de eugenia, até desembocar na reforma psiquiátrica e no Serviço de Residência Terapêutica SRT como contraponto à política manicomial. Já para a pesquisa de campo, a metodologia escolhida baseou-se numa pesquisa qualitativa, com o uso de entrevista semiestruturada e de diários de campo. Os participantes foram divididos em três perfis: moradores do SRT que são egressos de períodos de longa internação em hospitais psiquiátricos, com nosologia relativa à psicose; cuidadores do SRT; e técnicos de nível superior que atuam na área da saúde mental. A análise das entrevistas foi baseada na análise de conteúdo. Os resultados evidenciam que a história da loucura no Brasil foi marcada pela exclusão, mas que os acontecimentos do século XX evidenciaram que o psicótico deixa de estar apenas no lugar do excluído e é jogado no lugar do homo sacer. Simultaneamente ao psicótico como homo sacer está a figura do neurótico como sobrevivente, mas ambos vivem a insegurança de se afogarem no rio dabiopolítica. Já as falas dos moradores, cuidadores e técnicos reconheceram o hospital psiquiátrico como um lugar onde as pessoas são abandonadas por todos para morrer: abandonadas pelas famílias, abandonadas pela equipe do hospital, abandonadas pelo poder público, abandonadas pela sociedade como um todo. Mais que um lugar de abandono, o hospital psiquiátrico era um lugar de morte. A este lugar de morte surgiu como contraponto uma saúde mental voltada para a inserção social e territorial das pessoas acometidas de transtornos mentais, e o SRT mostrou-se um importante equipamento para efetivar tais ações. Para os participantes, o SRT é tudo o que o hospital psiquiátrico não é: Enquanto o hospital leva as pessoas para longe da cidade, a residência traz de volta para ela. Enquanto o hospital aprisiona irresponsavelmente, a residência liberta responsavelmente. Enquanto nos hospitais existem pacientes internados, na residência existem moradores que participam da sociedade. Enquanto nos hospitais corpos são usados desrespeitosamente, na residência vidas são vividas dignamente
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 20.04.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CORREIA, Romulo Marcelo dos Santos; LEHMAN, Yvette Piha. A psicose como homo sacer: a vida entre o uso do corpo e a cidadania. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-23082018-152824/ >.
    • APA

      Correia, R. M. dos S., & Lehman, Y. P. (2018). A psicose como homo sacer: a vida entre o uso do corpo e a cidadania. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-23082018-152824/
    • NLM

      Correia RM dos S, Lehman YP. A psicose como homo sacer: a vida entre o uso do corpo e a cidadania [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-23082018-152824/
    • Vancouver

      Correia RM dos S, Lehman YP. A psicose como homo sacer: a vida entre o uso do corpo e a cidadania [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47134/tde-23082018-152824/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020