Exportar registro bibliográfico

Associação entre os parâmetros espinopélvicos e a composição dos discos intervertebrais lombares avaliada por meio da ressonância magnética: estudo em adultos jovens assintomáticos (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: REIS, RAFAEL DE MENEZES - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: DISCO INTERVERTEBRAL; IMAGEM POR RESSONÂNCIA MAGNÉTICA; POSTURA; COLUNA VERTEBRAL; RADIOGRAFIA
  • Keywords: Intervertebral disc; Magnetic Resonance Imaging; Posture; Radiography; Spine
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: Os discos intervertebrais são estruturas importantes para a manutenção da saúde da coluna vertebral. Sua integridade pode ser afetada quando há desequilíbrio sagital ou alterações nos parâmetros espinopélvicos da coluna vertebral. Propósito: Avaliar potencial associação entre os parâmetros espinopélvicos da coluna vertebral e os componentes bioquímicos dos discos intervertebrais lombares em indivíduos adultos jovens assintomáticos utilizando técnicas quantitativas em ressonância magnética. Métodos: Nosso grupo de estudo foi composto por 93 voluntários assintomáticos com idade entre 20 e 40 anos (49 mulheres e 44 homens). Imagens ponderadas em T2, relaxometria T2 e relaxometria Tlρ no plano sagital da coluna tombar foram adquiridas por meio de um aparelho de ressonância magnética de 1.5T. Os parâmetros espinopélvicos analizados incluíram inclinação sacral (IS), versão pélvica (VP), incidência pélvica (IP), lordose tombar (LL), cifose torácica (CT), alinhamento toracolombar (TL), eixo sagital vertical (SVA), ângulo espinossacral (SSA), comprimento de TI a S1 e LI a S1, estes mensurados em uma radiografia panorâmica da coluna. Os voluntários também foram subdividos dentro dos quatro subtipos posturais de Roussouly para verificar a incidência de discos degenerados entre estes subgrupos. Resultados: A LL correlacionou com os tempos de relaxação T2 em todos níveis discais (L1L2: R=0,28; L2L3: R=0,25; L3L4: R=0,22; L4L5: R=0,24; LSS1: R=0,31). Observou-se uma correlação similar entre CT e a relaxometria T2 em L4L5 (R=0,25) e L5S1 (R=0,29) e também entre TL e o tampo de relaxação de L5S1 (R=0,21). Apenas a VP correlacionou-se com a relaxometria Tlρ nos níveis de L3L4 (R= -0,24) e L4L5 (R= -0,26). O volume dos discos correlacionou com o comprimento de TlS1 em todos níveis (LlL2: R=0,61, L2L3: R=0,66, L3L4: R=0,64, L4L5: R 0,61, LSS1: R=0,47). O Tipo 2 deRoussouly apresentou uma frequência maior de discos degenerados em L4L5 que o Tipo 4 (P < 0,05). Conclusão: A baixa magnitude de alguns parâmetros espinoélvicos como LL, CT, TL e VP apresentam uma discreta associação com a redução conteúdo hídrico e de proteoglicanos dos discos lombares. Os demais parâmetros espinopélvicos não apresentaram correlação com a composição do disco em indivíduos jovens assintomáticos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.04.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      REIS, Rafael de Menezes; BARBOSA, Marcello Henrique Nogueira. Associação entre os parâmetros espinopélvicos e a composição dos discos intervertebrais lombares avaliada por meio da ressonância magnética: estudo em adultos jovens assintomáticos. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17142/tde-17102018-160520/ >.
    • APA

      Reis, R. de M., & Barbosa, M. H. N. (2018). Associação entre os parâmetros espinopélvicos e a composição dos discos intervertebrais lombares avaliada por meio da ressonância magnética: estudo em adultos jovens assintomáticos. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17142/tde-17102018-160520/
    • NLM

      Reis R de M, Barbosa MHN. Associação entre os parâmetros espinopélvicos e a composição dos discos intervertebrais lombares avaliada por meio da ressonância magnética: estudo em adultos jovens assintomáticos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17142/tde-17102018-160520/
    • Vancouver

      Reis R de M, Barbosa MHN. Associação entre os parâmetros espinopélvicos e a composição dos discos intervertebrais lombares avaliada por meio da ressonância magnética: estudo em adultos jovens assintomáticos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17142/tde-17102018-160520/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021