Exportar registro bibliográfico

Capacidade osteorregenerativa da elastina, hidroxiapatita e proteína morfogenética óssea no tratamento de defeitos femorais em ratos (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: MUNHOZ, MARCELO DE AZEVEDO E SOUZA - EESC/IQSC/FMRP
  • Unidade: EESC/IQSC/FMRP
  • Subjects: ELASTINA; HIDROXIAPATITA; BIOMATERIAIS; OSSEOINTEGRAÇÃO
  • Keywords: Biocompatible materials; Bone morphogenetic receptors; Elastin; Osseointegration; Receptores de proteínas morfogenéticas ósseas
  • Language: Português
  • Abstract: Nas doenças que provocam perdas ósseas, destaca-se a utilização de enxerto ósseo autólogo como tratamento padrão-ouro. Entretanto, devido a comorbidades e limitação quantitativa, apresentam-se como alternativa o uso de biomateriais de elastina e hidroxiapatita, bem como a associação com a proteína morfogenética óssea. O objetivo desta pesquisa foi avaliar de forma qualitativa e quantitativa a contribuição da membrana de elastina utilizada isoladamente ou em combinação com a hidroxiapatita e a proteína morfogenética óssea no reparo de defeitos ósseos provocados experimentalmente no fêmur de ratos. Foram utilizados 77 ratos (Rattus norvegicus, Wistar), machos, com peso aproximado de 330 gramas e 4 meses de idade. Os animais foram submetidos ao procedimento cirúrgico para criação do defeito ósseo na superfície anterior da região supracondiliana do fêmur direito e separados em 7 grupos com 11 animais cada. Os grupos foram divididos da seguinte forma: Grupo controle (G1-C), ratos com defeito crítico induzido no osso femoral, sem preenchimento com implante. Grupo 2 (G2-E24/50), ratos com defeito crítico induzido no osso femoral preenchido com membrana de elastina hidrolisada durante 24h a 50°C; Grupo 3 (G3-E24/50/HA), defeito preenchido com membrana de elastina hidrolisada durante 24h a 50°C e hidroxiapatita. Grupo 4 (G4 E24/50/BMP), defeito preenchido com membrana de elastina hidrolisada durante 24h a 50°C e BMP. Grupo 5 (G5-E96/37), defeito preenchido com membrana de elastina hidrolisada durante 96 h a 37°C. Grupo 6 (G6-E96/37/HA), defeito preenchido com membrana de elastina hidrolisada durante 96 h a 37°C e hidroxiapatita.Grupo 7 (G7-E96/37/BMP), defeito preenchido com membrana de elastina hidrolisada durante 96 h a 37°C e BMP. Após a morte indolor induzida após 6 semanas, as peças anatômicas femorais foram retiradas para análise macroscópica, radiográfica, histológica, morfométrica e biomecânica. As médias e desvios-padrão do volume percentual relativo de osso neoformado no defeito femoral foram respectivamente 36,39±3,86 (G1); 66,40±3,69 (G2); 55,12±2,23 (G3); 58,46±1,79 (G4); 51,36±3,15 (G5); 71,28±4,26 (G6); 45,54±3,98 (G7). Os achados demonstraram biocompatibilidade, biodegradabilidade e osteorregeneração maior que o grupo controle nos biomateriais estudados. Os grupos com maior volume ósseo neoformado foram G2-E24/50 e G6-E96/37/HA
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.03.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MUNHOZ, Marcelo de Azevedo e Souza; CUNHA, Marcelo Rodrigues da. Capacidade osteorregenerativa da elastina, hidroxiapatita e proteína morfogenética óssea no tratamento de defeitos femorais em ratos. 2018.Universidade de São Paulo, São Carlos, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-20082018-163005/ >.
    • APA

      Munhoz, M. de A. e S., & Cunha, M. R. da. (2018). Capacidade osteorregenerativa da elastina, hidroxiapatita e proteína morfogenética óssea no tratamento de defeitos femorais em ratos. Universidade de São Paulo, São Carlos. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-20082018-163005/
    • NLM

      Munhoz M de A e S, Cunha MR da. Capacidade osteorregenerativa da elastina, hidroxiapatita e proteína morfogenética óssea no tratamento de defeitos femorais em ratos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-20082018-163005/
    • Vancouver

      Munhoz M de A e S, Cunha MR da. Capacidade osteorregenerativa da elastina, hidroxiapatita e proteína morfogenética óssea no tratamento de defeitos femorais em ratos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/82/82131/tde-20082018-163005/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021