Exportar registro bibliográfico

Criopreservação do concentrado de plaquetas com uso de DMSO à 5% (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: ROQUE, LETÍCIA SARNI - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RCM
  • Subjects: CRIOPRESERVAÇÃO; PLAQUETAS SANGUÍNEAS; BIOTECNOLOGIA
  • Keywords: Criopreservação; Concentrado de plaquetas; Plaquetas; Aférese; DMSO; Cryopreservation; Platelet concentrate; Platelets; Apheresis
  • Language: Português
  • Abstract: O curto período de armazenamento dos concentrados de plaquetas (CP), de 5 a 7 dias, torna esse hemocomponente crítico para os serviços de hemoterapia. A criopreservação se apresenta então como uma possibilidade para a manutenção dos estoques por período mais prolongado. Essa prática exige a adição de substância crioprotetora e a adequação do volume em relação à concentração de plaquetas. O CP obtido por aférese (CPAF) é um hemocomponente proveniente de um único doador, coletado em sistema automatizado, que equivale a 6-8 unidades de CP obtidas da coleta de doadores convencional. Objetivo: Avaliar o efeito da criopreservação de CPAF no quinto dia do armazenamento, por meio de análises imunofenotípicas e funcionais das plaquetas, utilizando o crioprotetor dimetilsulfóxido (DMSO) a 5%, em freezer a -80°C e descongelamento em banho maria a 37°C, sem a remoção do crioprotetor. Material e Métodos: Foram analisadas 20 unidades de CPAF em quatro fases diferentes do processo: Fase I (pré-redução de volume), Fase II (pós-repouso, agitação e adição do DMSO), Fase III (pós-descongelamento) e Fase IV (após duas horas de descongelamento e agitação). Todas as bolsas foram avaliadas quanto à presença do "swirling" plaquetário, e análise microbiológica, contagem de plaquetas e leucócitos, determinação do volume plaquetário médio (VPM), análise do pH, dosagem de desidrogenase lática (DHL) e glicose, a ativação plaquetária por meio de citometria de fluxo com os marcadores CD61, CD62P eanexina V e para a avaliação funcional, as técnicas de microagregação plaquetária e retração do coágulo. Os resultados de cada fase foram analisados e comparados, considerando resultados p< 0,05 de significância estatística, avaliada pelos testes de Wilcoxon e Teste-T pareado. Resultados: Todos os CPs criopreservados apresentaram na inspeção visual presença de "swirling" e ausência de grumos. O pH manteve-se com mediana de 7,185 (6,076-7,528) pra fase III, análise microbiológica foi negativa em todas as unidades criopreservadas, o número mediano de plaquetas caiu de 3,04x1011/U na Fase II para 2,27x1011/U na fase III (redução de 25,32%). A ativação plaquetária na fase II foi de 23% CD62P+ para 44% CD62P+ na fase III (p=0,067). O marcador anexina V estava expresso em 13% das plaquetas na fase II e em 11% na fase III, (p=0,33). A LDH aumentou de 747 U/L (4-3079) para 1.428 U/L (662-2303) da fase II para a fase III, respectivamente (p=0,055). A glicose diminuiu em todas as fases (p<0,0001). Os testes de função plaquetária revelaram que a plaquetas descongeladas mantêm sua função. Conclusão: Os resultados obtidos mostraram que, embora tenham ocorrido ativação e redução significativa do número de plaquetas, o produto final conservou quantidade suficiente de plaquetas, cujas funções foram mantidas, o que torna viável a utilização do hemocomponente CP criopreservado. Sugere ainda que os CPAF possam ser criopreservados no quinto dia de armazenamento, com o uso do DMSO a 5%, ideal para que não se faça necessário sua remoção pós-descongelamento
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 04.05.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ROQUE, Letícia Sarni; SANTIS, Gil Cunha de. Criopreservação do concentrado de plaquetas com uso de DMSO à 5%. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17155/tde-19072018-140901/ >.
    • APA

      Roque, L. S., & Santis, G. C. de. (2018). Criopreservação do concentrado de plaquetas com uso de DMSO à 5%. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17155/tde-19072018-140901/
    • NLM

      Roque LS, Santis GC de. Criopreservação do concentrado de plaquetas com uso de DMSO à 5% [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17155/tde-19072018-140901/
    • Vancouver

      Roque LS, Santis GC de. Criopreservação do concentrado de plaquetas com uso de DMSO à 5% [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17155/tde-19072018-140901/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020