Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Critical and transformative teachers: a rationale for history and philosophy of science in teacher education (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: SILVA, CIBELLE CELESTINO - IFSC
  • Unidades: IFSC
  • DOI: 10.1007/978-3-319-74036-2_1
  • Subjects: EDUCAÇÃO; CIÊNCIA; HISTÓRIA DA CIÊNCIA; FORMAÇÃO DE PROFESSORES
  • Language: Inglês
  • Imprenta:
  • Source:
  • Online source accessDOI
    Informações sobre o DOI: 10.1007/978-3-319-74036-2_1 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de assinatura
    • Este artigo NÃO é de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: closed

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MOURA, Breno Arsioli; SILVA, Cibelle Celestino. Critical and transformative teachers: a rationale for history and philosophy of science in teacher education. In: Teaching science with context: historical, philosophical, and sociological approaches[S.l: s.n.], 2018.Disponível em: DOI: 10.1007/978-3-319-74036-2_1.
    • APA

      Moura, B. A., & Silva, C. C. (2018). Critical and transformative teachers: a rationale for history and philosophy of science in teacher education. In Teaching science with context: historical, philosophical, and sociological approaches. Cham: Springer. doi:10.1007/978-3-319-74036-2_1
    • NLM

      Moura BA, Silva CC. Critical and transformative teachers: a rationale for history and philosophy of science in teacher education [Internet]. In: Teaching science with context: historical, philosophical, and sociological approaches. Cham: Springer; 2018. Available from: https://doi.org/10.1007/978-3-319-74036-2_1
    • Vancouver

      Moura BA, Silva CC. Critical and transformative teachers: a rationale for history and philosophy of science in teacher education [Internet]. In: Teaching science with context: historical, philosophical, and sociological approaches. Cham: Springer; 2018. Available from: https://doi.org/10.1007/978-3-319-74036-2_1

    Referências citadas na obra
    Allchin, D. (2013). Teaching the nature of science: Perspectives and resources. Saint Paul: SHiPS Education Press.
    Bejarano, N. R. R., & de Carvalho, A. M. P. (2003). Tornando-se professor de ciências: crenças e conflitos. Ciência e Educação, 9(1), 1–15.
    Brasil. (2015). Resolução n° 2, de 1° de Julho de 2015. Define as diretrizes curriculares nacionais para a formação inicial em nível superior (cursos de licenciatura, cursos de formação pedagógica para graduados e cursos de segunda licenciatura) e para a formação continuada. Brasília: DOU.
    Brasil. Ministério da Educação. (2001). Plano Nacional de Educação – PNE. Brasília: Inep.
    Brasil. Ministério da Educação, Secretaria de Educação Média e Tecnológica. (1997). Parâmetros Curriculares Nacionais: ensino médio. Brasília: Ministério da Educação.
    Brasil. Ministério da Educação. Secretaria da Educação Média e Tecnológica. (2002). PCN+ Ensino médio: orientações educacionais complementares aos Parâmetros Curriculares Nacionais. Ciências da natureza, matemática e suas tecnologias. Brasília: MEC/SEMTEC.
    Brasil. Ministério da Educação. Secretaria de Articulação com os Sistemas de Ensino. (2014). Planejando a próxima década: conhecendo as 20 metas do Plano Nacional de Educação. Brasília: MEC/SASE.
    Dagher, Z., & Erduran, S. (2016). Reconceptualizing the nature of science for science education: Why does it matter? Science & Education, 25(1), 147–164.
    Freire, P. (1996). Pedagogia da autonomia. São Paulo: Paz e Terra.
    Freire, P. (2005a). Pedagogy of the oppressed. New York: The Continuum International Publishing Group Inc..
    Freire, P. (2005b). Education for critical consciousness. New York/London: Continuum.
    Giroux, H. (1992). Escola crítica e política cultura. São Paulo: Cortez/Autores Associados.
    Giroux, H. (2011). On critical pedagogy. New York: The Continuum International Publishing Group.
    Höttecke, D., & Silva, C. C. (2011). Why implementing history and philosophy of science in school science education is a challenge: An analysis of obstacles. Science & Education, 20(3–4), 293–316.
    Martins, R. A. (2006). Introdução: a história das ciências e seus usos na educação. In C. C. Silva (Ed.), Estudos de história e filosofia das ciências: subsídios para aplicação no ensino (pp. xvii–xxxx). São Paulo: Editora Livraria da Física.
    Matthews, M. (2015). Science teaching: The contribution of history and philosophy of science (2nd ed.). New York: Routledge.
    Moura, B. A., & Silva, C. C. (2013). Multi-contextual approach of history of science (MCAHS): Introducing historical content in science teacher training. In Proceedings of the 12th biennial conference of the international history, philosophy and science teaching group.
    Schön, D. A. (1983). The reflective practitioner: How professionals think in action. New York: Basic Books.
    Zanetic, J. (1989). Física também é cultura!. PhD Dissertation. Faculdade de Educação, Universidade de São Paulo, São Paulo, Brazil.
    Zanetic, J. (2005). Física e cultura. Ciência e Cultura, 57(3), 21–24.
    Zanetic, J. (2006). Física e arte: uma ponte entre duas culturas. Pró-posições, 17(1), 39–57.
    Zanetic, J. (2009). Física ainda é cultura! In A. F. P. Martins (Ed.), Física ainda é cultura? (pp. 176–189). São Paulo: Editora Livraria da Física.

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020