Exportar registro bibliográfico

Physiological and morphological mechanisms regulating blossom-end rot in tomato fruits (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: RIBOLDI, LUCAS BAIOCHI - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LCB
  • Subjects: CÁLCIO; DEFICIÊNCIAS MINERAIS DE PLANTAS; DISTÚRBIOS FISIOLÓGICOS DE PLANTAS; NUTRIÇÃO VEGETAL; TOMATE
  • Keywords: Podridão apical
  • Language: Inglês
  • Abstract: O Ca2+ é um nutriente para o desenvolvimento de plantas, e sua deficiência causa mal desenvolvimento celular em frutos de tomate, resultando em desordem fisiológica conhecida como podridão apical ou blossom-end rot (BER). Estudos sobre esta desordem fisiológica não são recentes e são focados principalmente na deficiência de Ca2+ nos tecidos e na interação entre planta e meio ambiente. No entanto, novas pesquisas têm se baseado na interação hormonal e nos mecanismos oxidativos como reguladores desta disordem fisiológica nos frutos. Hormônios como giberelinas, ácido abscísico e brassinosteróides têm sido implicados tanto na ativação quanto na inibição dos sintomas de BER. A aplicação de ácido abscísico e epibrassinolideo diminuiu a incidência de BER, reduzindo a concentração de Ca2+ nas folhas e aumentando-as nos frutos. A aplicação de ácido abscísico provocou diminuição na transpiração, o que explica a mudança no fluxo de seiva e cálcio no xilema que conduz da folha para fruto. O epibrassinolideo, por outro lado, aumentou a resposta antioxidante, diminuindo as concentrações de peróxido de hidrogênio e aumentando as de ácido ascórbico, ascorbato peroxidase, catalase e superóxido dismutase nos frutos. A seleção de genótipos mais tolerantes ao aparecimento de BER e a identificação de fatores que os tornam resistentes, são ferramentas importantes no processo de seleção de novas variedades. Neste trabalho, foram estudados muitos genótipos para compreender a relação entre a formado fruto e o ambiente de crescimento sobre a incidência de BER. De acordo com os resultados obtidos, genótipos alongados são mais susceptíveis a podridão apical
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 21.02.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RIBOLDI, Lucas Baiochi; CASTRO, Paulo Roberto de Camargo e; FREITAS, Sérgio Tonetto de. Physiological and morphological mechanisms regulating blossom-end rot in tomato fruits. 2018.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11144/tde-22062018-173706/ >.
    • APA

      Riboldi, L. B., Castro, P. R. de C. e, & Freitas, S. T. de. (2018). Physiological and morphological mechanisms regulating blossom-end rot in tomato fruits. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11144/tde-22062018-173706/
    • NLM

      Riboldi LB, Castro PR de C e, Freitas ST de. Physiological and morphological mechanisms regulating blossom-end rot in tomato fruits [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11144/tde-22062018-173706/
    • Vancouver

      Riboldi LB, Castro PR de C e, Freitas ST de. Physiological and morphological mechanisms regulating blossom-end rot in tomato fruits [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11144/tde-22062018-173706/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020