Exportar registro bibliográfico

Suscetibilidade experimental de rochas do patrimônio histórico aos agentes do intemperismo (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: GIMENEZ, ALEXANDER MARTIN SILVEIRA - IGC
  • Unidade: IGC
  • Sigla do Departamento: GMG
  • Subjects: INTEMPERISMO; PATRIMÔNIO HISTÓRICO
  • Keywords: Alteração cromática; Artificial weathering; Choque térmico; Chromatic alteration; Intemperismo artificial; Métodos não destrutivos; Non-destructive methods; Thermal shock
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa teve por objetivo avaliar a suscetibilidade a ensaios de intemperismo acelerado de cinco rochas usadas no patrimônio histórico e cultural das cidades do Rio de Janeiro e São Paulo, para determinar suas resistências frente a: ambientes quimicamente agressivos por meio de exposições em câmaras saturadas de SO2 e NaCl; imersão parcial em soluções ácidas e alcalina (H2SO4, HCl, HNO3 e NaOH); e ciclagens de choque térmico. As rochas abordadas no estudo foram: Granito Itaquera, Granito Cinza Mauá e Monzonito Preto Piracaia, de São Paulo; Gnaisse Facoidal do Rio de Janeiro e um mármore branco do Espírito Santo. Com exceção do mármore, incluído no estudo devido aos diversos monumentos históricos feitos em mármores dos mais variados, todas as rochas tiveram larga utilização na construção de edifícios e monumentos das duas cidades. Nas rochas submetidas às alterações foram feitas determinações, previamente e posteriormente aos ensaios, de suas características físicas: densidade, porosidade, absorção de água, absorção de água por capilaridade, absorção de água por tubo de Karsten, índice de resistência ao carregamento pontual, velocidade de propagação de ondas ultrassônicas, resistência superficial por martelo de rebote (martelo de Schmidt) e cor por espectrofotometria. Foram efetuadas também análises petrográficas das rochas e difratometria de raios X em sais gerados nos corpos parcialmente imersos em soluções. A caracterização das rochas sãs foi catalogada com o intuitode contribuir com estudos de conservação-restauração futuros, considerando que o acesso a pedreiras e disponibilidade das mesmas tendem a diminuir, devido à urbanização e exaustão de pedreiras. Dentre as alterações impostas, a que mais impactou as rochas foi a do choque térmico. As alterações de caráter químico foram mais agressivas sobre o mármore, gerando alterações mais sutis nos outros litotipos, conforme era esperado. Os métodos de velocidade de propagação de ondas ultrassônicas e a resistência superficial por martelo de rebote permitiram inferir que as alterações ocorridas foram predominantemente superficiais, uma vez que ocorreu maior perda de resistência superficial do que redução de velocidade. A rocha que apresenta maior perda de resistência superficial é o Monzonito Preto Piracaia, que em contrapartida apresenta baixa alteração de velocidade ultrassônica. A alteração de cor foi expressiva em todas as rochas, sendo o procedimento de imersão parcial em soluções ácidas o mais agressivo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.03.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      GIMENEZ, Alexander Martin Silveira; BARROSO, Emilio Velloso; DEL LAMA, Eliane A. Suscetibilidade experimental de rochas do patrimônio histórico aos agentes do intemperismo. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44144/tde-10072018-152157/ >.
    • APA

      Gimenez, A. M. S., Barroso, E. V., & Del Lama, E. A. (2018). Suscetibilidade experimental de rochas do patrimônio histórico aos agentes do intemperismo. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44144/tde-10072018-152157/
    • NLM

      Gimenez AMS, Barroso EV, Del Lama EA. Suscetibilidade experimental de rochas do patrimônio histórico aos agentes do intemperismo [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44144/tde-10072018-152157/
    • Vancouver

      Gimenez AMS, Barroso EV, Del Lama EA. Suscetibilidade experimental de rochas do patrimônio histórico aos agentes do intemperismo [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44144/tde-10072018-152157/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021