Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Desigualdades na incidência e mortalidade do câncer colorretal no Município de São Paulo e Brasil (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: OLIVEIRA, MAX MOURA DE - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HEP
  • DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-28062018-084534
  • Subjects: DESIGUALDADES EM SAÚDE; NEOPLASIAS COLORRETAIS; INCIDÊNCIA; MORTALIDADE; ANÁLISE DE SÉRIES TEMPORAIS
  • Keywords: Efeito de Coortes; Efeito Idade; Efeito Período; Estudos de Séries Temporais
  • Language: Português
  • Abstract: INTRODUÇÃO: O câncer colorretal é um dos cânceres mais incidentes no mundo. As maiores incidências são descritas em homens e aumentam com a idade. Porém, estudos recentes reportaram aumento da incidência entre os mais jovens. Apesar das maiores incidências serem descritas em países desenvolvidos, estes apresentam tendência de estabilidade ou declínio. Em países com tendência de aumento, a mudança no padrão alimentar é a principal hipótese para este aumento. A mortalidade apresenta tendência de queda, principalmente em países que investiram em diagnóstico precoce e tratamento oportunos. OBJETIVO: Estudar as desigualdades na incidência e mortalidade do câncer colorretal no Município de São Paulo e Brasil. MÉTODOS: Esta tese está dividida em três manuscritos. MANUSCRITO 1: Simulação e comparação de técnicas de correção de dados incompletos de idade para o cálculo de taxas de incidência. A partir de seis bases com diferentes proporções de dados incompletos para idade (5 até 50%), foram comparados dois métodos de correção. Verificou-se que bases com 5% ou mais de dados incompletos para idade apresentaram taxas de incidência subestimadas. O fator de correção retificou as subestimativas das taxas padronizadas, entretanto, esta técnica não permitiu corrigir taxas específicas por idade. A imputação múltipla foi útil na correção das taxas padronizadas e específicas em bancos com até 30% de dados incompletos. Bases com 5% ou mais de dados incompletos necessitam de aplicação de correção. A imputação múltipla mostrou-se superior ao fator de correção, pois permitiu corrigir as taxas de incidência específicas. MANUSCRITO 2: Descrição e análise das taxas de mortalidade por câncer de colorretal no Brasil, segundo sexo e Unidades da Federação e indicadores socioeconômicos.As tendências das taxas de mortalidade foram estimadas por modelo de regressão linear. No Brasil,ocorreu aumento da tendência da taxa de mortalidade em todos os estados para o sexo masculino e em 21 estados para o sexo feminino. Ao ajustar por taxa de mortalidade por causas mal definidas, Produto Interno Bruto e Coeficiente de Gini, a tendência de aumento manteve-se significativa (p<0,05) no Brasil e em sete estados em homens e em nove estados em mulheres. O aumento da taxa de mortalidade por câncer colorretal em algumas Unidades Federativas e no Brasil pode estar relacionada ao aumento da incidência, ao atraso no diagnóstico e no tratamento. MANUSCRITO 3: descrição e análise das taxas de incidência e mortalidade por câncer colorretal no município de São Paulo, segundo sexo e faixa etária. Foram calculadas as razões das taxas padronizadas de incidência e mortalidade, estimada a mudança percentual anual média (AAPC) e o efeito idade-período-coorte. As razões das taxas de incidência e mortalidade foram superiores a 1 em homens a partir dos 50 anos e para o total da população. Ao comparar com indivíduos de 30 a 39 anos, em ambos os sexos, as razões das taxas foram maiores que 1 após 40 anos. Verificou-se tendência de aumento da incidência em mulheres (AAPC 0,9%) e da mortalidade em homens (AAPC 1,0%) e em mulheres (AAPC 0,2%). O modelo idade-período-coorte apresentou melhor ajuste para a incidência, em ambos os sexos (p<0,001). A mortalidade em homens foi explicada pelo modelo idade-drift (p<0,001). No Munícipio de São Paulo, a tendência crescente da incidência pode estar relacionada à alimentação inadequada e ao aumento do diagnóstico e a da mortalidade por diagnóstico e tratamento inoportunos.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 25.06.2018
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-28062018-084534 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      OLIVEIRA, Max Moura de; LATORRE, Maria do Rosario Dias de Oliveira. Desigualdades na incidência e mortalidade do câncer colorretal no Município de São Paulo e Brasil. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-28062018-084534 > DOI: 10.11606/T.6.2018.tde-28062018-084534.
    • APA

      Oliveira, M. M. de, & Latorre, M. do R. D. de O. (2018). Desigualdades na incidência e mortalidade do câncer colorretal no Município de São Paulo e Brasil. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-28062018-084534
    • NLM

      Oliveira MM de, Latorre M do RD de O. Desigualdades na incidência e mortalidade do câncer colorretal no Município de São Paulo e Brasil [Internet]. 2018 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-28062018-084534
    • Vancouver

      Oliveira MM de, Latorre M do RD de O. Desigualdades na incidência e mortalidade do câncer colorretal no Município de São Paulo e Brasil [Internet]. 2018 ;Available from: https://doi.org/10.11606/T.6.2018.tde-28062018-084534


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021