Exportar registro bibliográfico

Propriedades eletroquímicas e magnéticas de carbono polimérico vítreo modificado pela dispersão de tons metálicos na matriz polimérica do precursor (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: NOVAIS, LAURA SANTOS - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 593
  • Subjects: CARBONO; QUÍMICA; POLIMERIZAÇÃO
  • Language: Português
  • Abstract: São descritas as propriedades de síntese, magnética e eletroquímica de dois materiais nanocompósitos: carbono polimérico vítreo/íons ferro e carbono polimérico vítreo/íons cobalto. Ambos formados por meio de um aquecimento cuidadoso de uma matriz de resina polimérica de fenol-formaldeído pré-moldada com íon de Fe3+ e Co2+, respectivamente, em atmosfera de nitrogênio. A espectroscopia Mössbauer realizada no nanocompósito modificado com tons férricos comprova que a magnetização é devida a presença de maghemita, γ- Fe2O3, como já era indicado pela análise dos dados de difração de raios X (DRX) e espectroscopia de infravermelho por transformada de Fourier (IV-TF). Para medidas de magnetização realizada a 300K, o aumento do sinal antiferromagnético não foi observado com um campo coercitivo (Hc) próximo a 265 Oe. Além disso, a resposta do nanocompósito de óxido de ferro magnético/polímero ao campo magnético externo também pode ser visualizada, concluindo assim que a fase de óxido de ferro leva a uma maior magnetização. Análise dos dados de DRX e IV-TF para os nanocompósitos modificados com tons de Co2+ indica que o magnetismo do mesmo se deve a presença destes tons metálicos intercalados entre as cadeias grafíticas. Espectroscopia de espalhamento Raman realizada nos dois compósitos mostra que o aumento da concentração do modificador na resina polimérico afeta a organização das cadeias grafíticas e consequentemente suas propriedades físico-químicas. O comportamento eletroquímico de ambos materiais usando o sistema hexacianoferrato é bastante parecido com o carbono vítreo, avaliado por experimentas de voltametria cíclica. Estudos de impedância eletroquímica (EIS) comprovam que a inserção de tons modificadores aumenta a constante cinética heterogênea aparente, κº. Por fim, EIS em materiais de CPV tratados em diferentes temperaturas mostramque a κº diminui com o aumento do tratamento térmico. Com isso concluímos que materiais de carbono polimérico vítreo devido sua estrutura sp2 podem ser facilmente modificados indicando a possibilidade de uma gama de materiais multifuncionais e, consequentemente, novas aplicações
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 23.03.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      NOVAIS, Laura Santos; OLIVEIRA, Herenilton Paulino. Propriedades eletroquímicas e magnéticas de carbono polimérico vítreo modificado pela dispersão de tons metálicos na matriz polimérica do precursor. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018.
    • APA

      Novais, L. S., & Oliveira, H. P. (2018). Propriedades eletroquímicas e magnéticas de carbono polimérico vítreo modificado pela dispersão de tons metálicos na matriz polimérica do precursor. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Novais LS, Oliveira HP. Propriedades eletroquímicas e magnéticas de carbono polimérico vítreo modificado pela dispersão de tons metálicos na matriz polimérica do precursor. 2018 ;
    • Vancouver

      Novais LS, Oliveira HP. Propriedades eletroquímicas e magnéticas de carbono polimérico vítreo modificado pela dispersão de tons metálicos na matriz polimérica do precursor. 2018 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021