Exportar registro bibliográfico

Efeito da tarefa cognitiva no andar de adultos jovens quando evitando pisar em um obstáculo e pisando em um alvo (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: COSTA, ANDRÉIA ABUD DA SILVA - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: RAL
  • Subjects: FISIOTERAPIA; LOCOMOÇÃO; LATÊNCIA DE RESPOSTA
  • Language: Português
  • Abstract: Durante a locomoção, respondemos a mudanças ambientais e de tarefas ajustando o comprimento e a largura dos passes. Diferentes protocolos das tarefas de pisar em um alvo e de evitar pisar em um obstáculo demonstraram o envolvimento de vias corticais e subcorticais. A inserção de uma tarefa cognitiva concomitante pode afetar de diferentes maneiras essas tarefas motoras, de acordo com a via utilizada. Por isso, investigamos o ajuste realizado nas tarefas de pisar em um alvo e de evitar pisar em um obstáculo em adultos jovens e analisamos o efeito de uma tarefa cognitiva sobre esses ajustes. Vinte adultos jovens realizaram, durante a caminhada, um bloco da tarefa de pisar em um alvo e um bloco da tarefa de evitar pisar em um obstáculo. Ambas as tarefas motoras foram realizadas com e sem a tarefa cognitiva, com o alvo/obstáculo mudando a posição para as direções anterior, posterior, lateral ou medial. A tarefa cognitiva usada foi a tarefa de monitoramento de dígitos, que consistia em memorizar quantas vezes um número-alvo previamente estipulado aparecia em uma sequência numérica que os participantes ouviam enquanto realizavam a tarefa motora. Calculamos as taxas de erro nas tarefas motoras e cognitiva, latência, velocidade do passo e a variabilidade da orientação do pé. Particularmente na tarefa de evitar pisar em um obstáculo, calculamos também a porcentagem de ajuste de escolha e a distância percorrida pelo pé. Observou-se que a velocidade do passo diminui na presença da tarefa cognitiva. A tarefa de pisar em um alvo apresentou maiores taxas de erros motores e cognitivos em relação à tarefa de evitar pisar em um obstáculo, bem como menores latências nos ajustes médio-laterais. Os ajustes feitos no plano frontal mostraram também uma maior variabilidade da orientação do pé quando comparados aos ajustes anteroposteriores. Os resultados sugeremque a tarefa de pisar em um alvo pode ser controlada por uma das duas vias neurais de ajuste rápido, já que a latência nos ajustes médio-laterais foi de 150 ms, enquanto que a tarefa de evitar pisar em um obstáculo apresenta latência de 200 ms e deve ser modulada pela via cortical utilizada para ajustes lentos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 28.02.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      COSTA, Andréia Abud da Silva; MORAES, Renato de. Efeito da tarefa cognitiva no andar de adultos jovens quando evitando pisar em um obstáculo e pisando em um alvo. 2018.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2018.
    • APA

      Costa, A. A. da S., & Moraes, R. de. (2018). Efeito da tarefa cognitiva no andar de adultos jovens quando evitando pisar em um obstáculo e pisando em um alvo. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Costa AA da S, Moraes R de. Efeito da tarefa cognitiva no andar de adultos jovens quando evitando pisar em um obstáculo e pisando em um alvo. 2018 ;
    • Vancouver

      Costa AA da S, Moraes R de. Efeito da tarefa cognitiva no andar de adultos jovens quando evitando pisar em um obstáculo e pisando em um alvo. 2018 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020