Exportar registro bibliográfico

Avaliação farmacológica do extrato da glândula salivar de mosquito Aedes aegypti no prurido agudo e inflamação cutânea (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CERQUEIRA, ANDERSON ROMéRIO AZEVEDO - ICB
  • Unidades: ICB
  • Sigla do Departamento: BMF
  • Subjects: AEDES; GLÂNDULAS SALIVARES; INFLAMAÇÃO; PICADAS DE INSETOS; CAMUNDONGOS; PICADAS EM ANIMAL; ANTI-HISTAMÍNICOS; PROTEÍNAS G
  • Keywords: Aedes aegypti; Aedes aegypti; Inflamação; Inflammation; Prurido; Pruritus
  • Language: Português
  • Abstract: O prurido (agudo e crônico) é uma sensação desagradável, que provoca o desejo ou o reflexo de coçar-se. Estima-se que 23 a 44 milhões de norte americanos sofrem com prurido, mas os dados epidemiológicos da frequência e as causas do prurido são escassos em vários países, incluindo Brasil. Os anti-histamínicos constituem os principais fármacos para tratar alergias e prurido provocado por picadas de insetos, mas são ineficazes conta o prurido idiopático, crônico e generalizado. Curiosamente, a exposição primária de humanos e animais à picada do mosquito fêmea Aedes aegypti (A. aegypti) não induz prurido, e pouco se sabe sobre este efeito. Neste contexto, este estudo caracterizou, via emprego de abordagens farmacológicas, o efeito do extrato da glândula salivar (EGS) do mosquito A. aegypti sobre o prurido (e inflamação cutânea relacionada) induzido por vias histaminérgicas (ou não) em pele dorsal de camundongos. A indução do prurido agudo (inflamação cutânea) foi feita pela injeção intradérmica (i.d) do composto 48/80 (C48/80), agonistas de Receptores Ativados por Protease -2 (PAR-2 (SLIGRL), receptores acoplados a proteína G do tipo mas (Mrgrp (cloroquina) e de potencial transitório TRPA1 e TRPV1 (allyl isothiocyanate e capsaicina, respectivamente) em Tyrode. O EGS do A. aegypti, (0,3 a 3 mg/sitio, i.d.) inibiu o prurido, edema e influxo de células frente ao C48/80 em pele murina, mas não protegeu da desgranulação do mastócito in vitro, indicando que componentes bioativos noEGS inibem o prurido e a inflamação dependentes de vias histaminérgicas. O EGS reduziu parcialmente o prurido (ou inflamação neurogênica) induzido por SLIGRL, cloroquina, AITC ou capsaicina na pele murina, sugerindo que outros componentes bioativos afetam disparos nervosos pruriceptivos de vias não histaminérgicas. O estudo in vitro veio igualmente esclarecer que moléculas conservadas no EGS inibem respostas nervosas aos agonistas TRPV1 e TRPA1 em cultura de células de neurônios ou linhagem HEK293t transfectada (hTRPV1 e hTRPA1). Este estudo mostrou, pela primeira vez, a caracterização farmacológica anti-pruriceptiva (e anti-inflamatória) do EGS do mosquito fêmea A. aegypti, cujo mecanismo inclui vias sensível e resistente a histamina, podendo o EGS representar um nova ferramenta farmacológica com potencial para o controle do prurido
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 02.02.2018
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CERQUEIRA, Anderson Romério Azevedo; COSTA, Soraia Kátia Pereira. Avaliação farmacológica do extrato da glândula salivar de mosquito Aedes aegypti no prurido agudo e inflamação cutânea. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42136/tde-14062018-150526/ >.
    • APA

      Cerqueira, A. R. A., & Costa, S. K. P. (2018). Avaliação farmacológica do extrato da glândula salivar de mosquito Aedes aegypti no prurido agudo e inflamação cutânea. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42136/tde-14062018-150526/
    • NLM

      Cerqueira ARA, Costa SKP. Avaliação farmacológica do extrato da glândula salivar de mosquito Aedes aegypti no prurido agudo e inflamação cutânea [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42136/tde-14062018-150526/
    • Vancouver

      Cerqueira ARA, Costa SKP. Avaliação farmacológica do extrato da glândula salivar de mosquito Aedes aegypti no prurido agudo e inflamação cutânea [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/42/42136/tde-14062018-150526/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020