Exportar registro bibliográfico

A construção de um novo mal: representações do câncer em São Paulo, 1892-1953 (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: MESSORA, ELDER AL KONDARI - FM
  • Unidades: FM
  • Sigla do Departamento: MPR
  • Subjects: NEOPLASIAS; ONCOLOGIA; REPRESENTAÇÃO DE CONHECIMENTO; MEDICINA; MEDICINA; ESTIGMA; HOSPITAIS FILANTRÓPICOS; INSTITUTOS DE PESQUISA
  • Keywords: Cancer facilites; History of medicine; Hospital voluntary; Institutos de câncer; Neoplasms; Oncology; Representation; Social stigma
  • Language: Português
  • Abstract: Em 1904, o médico Alcindo de Azevedo Sodré publicava no periódico nacional Brazil Médico as dificuldades de se conseguir dados epidemiológicos sobre tumores malignos na população, enquanto o cirurgião paulista Arnaldo Viera de Carvalho, no mesmo ano, dissertava sobre as definições das formações cancerosas. Iniciava-se em São Paulo, nesse período, um processo de construção de representações sobre o câncer, a partir da imprensa jornalística, dos anuários estatísticos, dos boletins médicos e de teses doutorais. Carentes de uma especialidade médica voltada para o tratamento exclusivo desse flagelo, restavam aos órgãos públicos registrar o vertiginoso crescimento da mortalidade; paralelamente, os anseios da comunidade hipocrática, na busca de patrocínios para pesquisas e instituições, tal como da população, que queria a cura, ganhavam tonalidade frente a insidiosidade do então chamado "mal da civilização". Não demoraria para que os paulistas, prescindindo da ajuda federal, organizassem uma maneira de enfrentar a doença. Em 1934 seria fundada a Associação Paulista de Combate ao Câncer, uma entidade filantrópica com o propósito de facilitar o diagnóstico precoce, possibilitar sua profilaxia, realizar assistência hospitalar, social e moral, e elaborar pesquisas nos diversos ramos da "cancerologia". Seu fundador, o médico Antonio Prudente, escreveria no ano seguinte o livro \"O câncer precisa ser combatido\", consolidando um corpo material para essa nova questão de Saúde Pública. : representações do câncer em São Paulo, 1892-1953que transformam o câncer em um problema, e 1953, quando o Hospital A. C. Camargo foi construído e celebrado nos jornais como um grande trunfo contra esse mal, se compõe essa narrativa com o propósito de trazer à tona a história social do câncer em São Paulo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 05.03.2018
  • Premiações recebidas: Prêmio Melhor Dissertação de Mestrado 2018 da Sociedade Brasileira de História da Ciência (SBHC)

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MESSORA, Elder Al Kondari; MOTA, Andre. A construção de um novo mal: representações do câncer em São Paulo, 1892-1953. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-05062018-153436/ >.
    • APA

      Messora, E. A. K., & Mota, A. (2018). A construção de um novo mal: representações do câncer em São Paulo, 1892-1953. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-05062018-153436/
    • NLM

      Messora EAK, Mota A. A construção de um novo mal: representações do câncer em São Paulo, 1892-1953 [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-05062018-153436/
    • Vancouver

      Messora EAK, Mota A. A construção de um novo mal: representações do câncer em São Paulo, 1892-1953 [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5137/tde-05062018-153436/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020