Exportar registro bibliográfico

Análise do comportamento de via permanente lastrada com emprego de sublastro betuminoso (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: ALVES, TALITA DE FREITAS - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PTR
  • Subjects: FERROVIAS; MONITORAMENTO
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Ao longo de sua vida útil, com o acúmulo de tráfego e de solicitações ambientais, infraestruturas de transportes degradam-se em termos de desgaste dos seus componentes e deformações permanentes de suas camadas, acarretando na perda gradual da qualidade estrutural e funcional da via. A camada de sublastro, parte integrante da subestrutura ferroviária, possui contribuição significativa no comportamento mecânico global de uma via permanente. Suas principais funções estão relacionadas à drenagem, atenuação e distribuição de tensões, e separação e transição entre as camadas de lastro e subleito. O objetivo principal deste estudo foi comparar duas diferentes configurações de sublastro implementadas em uma ferrovia de carga brasileira através da medição de respostas mecânicas e parâmetros geométricos "in situ". O emprego de sublastro betuminoso constituiu-se como a primeira aplicação de campo deste tipo no País e ambas as seções foram monitoradas também por intermédio de sensores de temperatura e de tensão. Procedeu-se a caracterização física e mecânica dos materiais que compõem os trechos analisados em laboratório. Ademais, tensões de sucção foram medidas em diferentes locais e profundidades da camada de subleito, a fim de verificar a eficácia da camada betuminosa em impermeabilizar as camadas subjacentes. Os resultados mostraram uma eficiência global superior do trecho contendo sublastro betuminoso comparativamente à seção de referência (sublastro granular). Variações das tensões de sucção ao longo de duas estações climáticas mostraram que a mistura asfáltica protegeu satisfatoriamente o subleito quanto à infiltração de água oriunda das precipitações. Medidas de temperatura tomadas em diferentes pontos das camadas de sublastro mostraram que a mistura asfáltica se encontra protegida dasvariações térmicas e da incidência de radiação solar, uma vez que está isolada pela camada de lastro. Em termos de deslocamentos medidos com o equipamento DMD (Dispositivo para Medição de Deslocamentos), mostrou-se uma redução crescente no deslocamento vertical médio da seção com sublastro betuminoso em comparação com a seção com sublastro granular. Por consequência, o módulo de via, u, calculado para ambas as seções, revelou que o perfil contendo mistura asfáltica tende a defletir menos quando solicitado pela passagem de trens. Medidas de parâmetros geométricos utilizando o equipamento Trolley AMBER apontaram uma relação bidirecional entre o comportamento mecânico e a qualidade da geometria da via, observada antes e após intervenção mecanizada de socaria.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 27.02.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALVES, Talita de Freitas; MOTTA, Rosangela dos Santos. Análise do comportamento de via permanente lastrada com emprego de sublastro betuminoso. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3138/tde-23052018-100410/pt-br.php >.
    • APA

      Alves, T. de F., & Motta, R. dos S. (2018). Análise do comportamento de via permanente lastrada com emprego de sublastro betuminoso. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3138/tde-23052018-100410/pt-br.php
    • NLM

      Alves T de F, Motta R dos S. Análise do comportamento de via permanente lastrada com emprego de sublastro betuminoso [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3138/tde-23052018-100410/pt-br.php
    • Vancouver

      Alves T de F, Motta R dos S. Análise do comportamento de via permanente lastrada com emprego de sublastro betuminoso [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3138/tde-23052018-100410/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021