Exportar registro bibliográfico

Método de determinação de resistência à tração e módulo de elasticidade de partí­culas de agregados graúdos naturais (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, NATALIA VIEIRA DA - EP
  • Unidade: EP
  • Sigla do Departamento: PCC
  • Subjects: RESISTÊNCIA A TRAÇÃO; ELASTICIDADE; AGREGADOS
  • Agências de fomento:
  • Language: Português
  • Abstract: Esse trabalho tem como objetivo estabelecer um método simples de ensaio que permita determinar a resistência à tração e módulo elástico de partículas individuais de agregados graúdos naturais submetidas à carga de compressão. O método de ensaio foi desenvolvido baseado no ensaio de carga pontual (Point Load Test) que permite obter a resistência à tração de partículas. Para a determinação do módulo de elasticidade foi acoplado ao método um LVDT e foi satisfeita a condição para aplicação da teoria de contato de Hertz (contato curvo-plano entre as partículas e as fixações de aplicação da carga). Inicialmente a metodologia foi avaliada utilizando como material de referência partículas de vidro (com geometrias similares aos agregados). Após a validação no vidro, o método de ensaio foi aplicado em agregados graúdos de granito. Propôs-se um método de seleção de partículas com base na sua distribuição de frequência de absorção, com o intuito de reduzir a quantidade de partículas testadas mecanicamente necessárias para obter a distribuição de Weibull da resistência à tração (e módulo de elasticidade). Para tanto, foi feita a determinação da absorção de água individual de centenas de partículas selecionadas por amostragem a esmo da população de agregados. Com base nos resultados, foi possível determinar a distribuição de Weibull da resistência à tração e módulo de elasticidade das partículas. Observou-se que as resistências à tração variaram de 3 a 15 MPa. Os agregados possuíam aproximadamente 10% da população de partículas com resistência à tração inferior a 5 MPa, o que pode influenciar as classes de resistência à compressão de concretos >50MPa. Os módulos elásticos dos agregados também foram variáveis (18-67 GPa) e aproximadamente 10% da população de partículas com módulo elástico <30 GPa.Isso pode limitar o módulo de elasticidade do concreto (que geralmente é em torno de 27 GPa), dependendo do processo de escolha dos agregados. As funções exponenciais inversas fundamentais entre essas propriedades mecânicas e a porosidade foram confirmadas (para valores médios).
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.02.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Natalia Vieira da; ANGULO, Sérgio Cirelli. Método de determinação de resistência à tração e módulo de elasticidade de partí­culas de agregados graúdos naturais. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-23052018-074920/pt-br.php >.
    • APA

      Silva, N. V. da, & Angulo, S. C. (2018). Método de determinação de resistência à tração e módulo de elasticidade de partí­culas de agregados graúdos naturais. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-23052018-074920/pt-br.php
    • NLM

      Silva NV da, Angulo SC. Método de determinação de resistência à tração e módulo de elasticidade de partí­culas de agregados graúdos naturais [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-23052018-074920/pt-br.php
    • Vancouver

      Silva NV da, Angulo SC. Método de determinação de resistência à tração e módulo de elasticidade de partí­culas de agregados graúdos naturais [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/3/3146/tde-23052018-074920/pt-br.php

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020