Exportar registro bibliográfico

Tradução, adaptação cultural e validação da questão-chave para rastreamento do uso de risco de álcool para o português (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: MACIEL, MARJORIE ESTER DIAS - EE
  • Unidade: EE
  • Sigla do Departamento: ENP
  • Subjects: ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; TRANSTORNOS RELACIONADOS AO USO DE ÁLCOOL; RASTREAMENTO; ESTUDOS DE VALIDAÇÃO; ENFERMAGEM
  • Keywords: Alcohol Related Disorders; Primary Health Care; Screening Program; Validation studies; Validity of tests
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A identificação do uso de risco de álcool na Atenção Primária à Saúde é fundamental para prevenir danos individuais e prejuízos sociais. Nesse contexto, é imprescindível o emprego de instrumentos de rastreamento que sejam de fácil aplicação, de baixo custo, compreensível por leigos e que ocupe pouco tempo profissional para avaliação. No Brasil, encontram-se disponíveis alguns instrumentos, no entanto nenhum deles contempla todas as características citadas, o que dificulta sua utilização na Atenção Primária à Saúde. Logo, é relevante disponibilizar um instrumento para uso nesse local. Objetivo: Traduzir, adaptar culturalmente e validar para o idioma português a Questão-Chave (Single-Question) original do idioma inglês. Método: Estudo metodológico cujas etapas realizadas foram tradução, retrotradução, adaptação cultural, avaliação pelo Comitê de Juízes, estudo piloto e validação de critério. Resultados: Estão apresentados em três artigos. Artigo 1: A versão traduzida e adaptada da Questão-Chave teve seu conteúdo validado por um Comitê de Juízes especializados na área de uso de álcool e fluentes no idioma inglês. O Índice de Validade de Conteúdo quanto à clareza da sentença e emprego correto de termos técnicos foi 1, para adaptação e preservação do sentido original foi 0.8.O Índice de Kappa para a concordância entre os juízes foi de 0.83. Após ajuste sugerido pelos juízes originou-se a versão final da Questão-Chave.Artigo 2: Realizou-se a validação de critério da Questão-Chave, aplicando-a em 518 usuários de uma Unidade Básica de Saúde na cidade de São Paulo concomitantemente com o AUDIT e AUDIT-C. A Questão-Chave apresentou sensibilidade de 99 % e 54% de especificidade em relação ao AUDIT e 59% de especificidade e 99% de sensibilidade em relação ao AUDIT-C. A acurácia foi de 77% para o AUDIT e 81% para o AUDIT-C. Essas propriedades não sofreram influência de gênero ou de outras características sóciodemográficas. Os resultados indicam que a Questão-Chave está adequada do ponto de vista psicométrico e é tão útil e eficiente para o rastreamento do uso de risco de álcool quanto suas medidas-critério. Artigo 3: Identificou-se o padrão de uso de álcool de usuários de uma Unidade Básica de Saúde na cidade de São Paulo. O AUDIT foi aplicado a 859 usuários conjuntamente com um questionário sociodemográfico. Observou-se que 68.9% dos usuários faziam uso de baixo risco de álcool e 31.1% faziam uso problemático do álcool, dos quais 49.8% uso de risco, 38.7% uso nocivo e 11.5% provável dependência. As características associadas ao uso problemático foram sexo masculino, estado civil divorciado ou separado e quanto mais jovem maior a chance de pontuar acima da Zona I do AUDIT.Conclusão: A Questão-Chave apresentou boa concordância entre os Juízes sobre seu conteúdo e bom desempenho psicométrico atendendo os critérios para testes de instrumentos de rastreamento. Observou-se uma parcela considerável de usuários da Atenção Primária à Saúde que fazem uso de risco de álcool, a qual não pode ser menosprezada pelos profissionais de saúde. Os achados desse estudo subsidiam o emprego da Questão-Chave na Atenção Primária à Saúde para identificação do uso de risco de álcool.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.04.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MACIEL, Marjorie Ester Dias; VARGAS, Divane de. Tradução, adaptação cultural e validação da questão-chave para rastreamento do uso de risco de álcool para o português. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-27042018-103130/ >.
    • APA

      Maciel, M. E. D., & Vargas, D. de. (2017). Tradução, adaptação cultural e validação da questão-chave para rastreamento do uso de risco de álcool para o português. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-27042018-103130/
    • NLM

      Maciel MED, Vargas D de. Tradução, adaptação cultural e validação da questão-chave para rastreamento do uso de risco de álcool para o português [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-27042018-103130/
    • Vancouver

      Maciel MED, Vargas D de. Tradução, adaptação cultural e validação da questão-chave para rastreamento do uso de risco de álcool para o português [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/7/7141/tde-27042018-103130/


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021