Exportar registro bibliográfico

Contribuição relativa do K de zonas do solo para o conteúdo na soja e plantas em sucessão (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: DIAS, DANYLLO SANTOS - ESALQ
  • Unidades: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LPV
  • Subjects: CONSORCIAÇÃO DE CULTURAS; POTÁSSIO; RUBÍDIO; SOJA; SOLOS
  • Language: Português
  • Abstract: Esta pesquisa foi realizada com o objetivo de identificar a zona do solo de onde o K foi absorvido e acumulado na soja (safra) e nas plantas em sucessão (segunda safra: milho, braquiária e milho consorciado com a braquiária). Para tanto, utilizou o elemento rubídio (Rb) como marcador do nutriente potássio (K), o qual foi posicionado na superfície do solo, a 30 cm e 60 cm de profundidade. A contribuição relativa de as camadas do solo para a ciclagem de K será assumida como proveniente dos primeiros 30 cm de solo (Rb na superfície), de 30 cm a 60 cm (Rb a 30 cm) e de 60 cm a 90 cm de profundidade (Rb a 60 cm). Ainda, a ciclagem de K foi obtida indiretamente, a partir da recuperação de Rb, com base na hipótese de que a mesma equivale à recuperação de K do solo. O experimento foi realizado na Universidade Federal de Goiás, Regional de Jataí, no ano agrícola 2015/2016. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com parcelas subdivididas e quatro repetições. As parcelas constituem os sistemas de produção (soja, soja/milho, soja/braquiária e soja/milho-braquiária), e as subparcelas correspondem às profundidades onde foi posicionado o Rb (superfície do solo, 30 e 60 cm de profundidade). Na soja, a maior parte do K (60%) acumulado foi absorvida da camada superficial do solo, e nas plantas em sucessão a contribuição foi das camadas subsuperficiais, abaixo de 30 cm de profundidade (braquiária - 74%, milho-braquiária - 71% e milho - 81%). A recuperação do K reciclado daparte aérea da soja foi maior para a forrageira (84%), seguida pelo consórcio milho-braquiária (13%) e milho (2,5%)
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.01.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIAS, Danyllo Santos; FAVARIN, José Laercio. Contribuição relativa do K de zonas do solo para o conteúdo na soja e plantas em sucessão. 2018.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-03052018-131125/ >.
    • APA

      Dias, D. S., & Favarin, J. L. (2018). Contribuição relativa do K de zonas do solo para o conteúdo na soja e plantas em sucessão. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-03052018-131125/
    • NLM

      Dias DS, Favarin JL. Contribuição relativa do K de zonas do solo para o conteúdo na soja e plantas em sucessão [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-03052018-131125/
    • Vancouver

      Dias DS, Favarin JL. Contribuição relativa do K de zonas do solo para o conteúdo na soja e plantas em sucessão [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11136/tde-03052018-131125/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020