Exportar registro bibliográfico

São muitos em nós: identidades e narrativas de um grupo de sanitaristas em formação (2015)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: AKERMAN, MARCO - FSP
  • Unidades: FSP
  • Subjects: ENSINO SUPERIOR; SAÚDE PÚBLICA; ESTUDANTES UNIVERSITÁRIOS
  • Language: Português
  • Abstract: A graduação em saúde pública da USP é uma realidade no campo de saberes e práticas da saúde pública desde 2012, a partir de sua primeira turma. Assim, no cenário da política e gestão, da epidemiologia, da saúde ambiental e das ciências humanas e sociais tem se discutido que tipo de profissionais os alunos de saúde pública serão?” em virtude dos limites e possibilidades de inserção do sanitarista no mundo do trabalho. O objetivo geral deste relato de pesquisa é de investigar as distintas percepções dos estudantes em saúde pública sobre suas identidades profissionais a partir da produção de narrativas. Trata-se de uma investigação qualitativa e exploratória. O relato de pesquisa está organizado sob o eixo narrativas e sujeitos implicados”, buscando a garantia de um método cientifico inovador de co-gestão do processo de trabalho colaborativo, compartilhando saberes, produzindo conhecimento e intervenção, ou seja, um eixo vivo da pesquisa cientifica. É destinado para os estudantes construírem suas narrativas, buscando explorar aspectos de interesse e que façam sentido para os alunos em saúde pública como: trajetória de vida na universidade, atividades realizadas na faculdade e experiências vividas na graduação. O contexto institucional que a graduação está inserida e o incentivo de uma formação próxima dos serviços de saúde e dos territórios, bem como, o protagonismo estudantil dos alunos do curso de saúde pública movimentam histórias e trajetórias de um grupo de sanitaristas em formação. A escolha pela saúde pública se dá de forma complexa e multifacetada, sempre inseparável da experiência da dúvida e da incerteza.Ainda, as narrativas apontam que a formação interdisciplinar é enriquecedora e desafiadora por abordar tantos campos do conhecimento em um mesmo curso e diferente se estivessem em uma graduação com olhar técnico e fragmentado. Pensar sobre a identidade de algo ou de alguém como sujeitos protagonistas de suas próprias histórias, implica em um intenso interrogatório” de nós mesmos. Assim como o humor e a dor, todos nós somos invenções dos que fazem da narrativa o lugar do existir. Finalizo com as palavras de Emerson Merhy (2007), não há nunca uma identidade individual ou coletiva, que fica para sempre no tempo em nós. Esta, está sempre em produção. Partindo de um certo território, abrindo-se para outros possíveis
  • Imprenta:
  • Source:
  • Conference title: Congresso Paulista de Saúde Pública
  • Online source access
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AKERMAN, Marco; LORENA, Allan Gomes de. São muitos em nós: identidades e narrativas de um grupo de sanitaristas em formação. Saúde e Sociedade[S.l: s.n.], 2015.Disponível em: .
    • APA

      Akerman, M., & Lorena, A. G. de. (2015). São muitos em nós: identidades e narrativas de um grupo de sanitaristas em formação. Saúde e Sociedade. São Paulo. Recuperado de http://apsp.org.br/wp-content/uploads/2015/12/anais-congresso-2015.pdf
    • NLM

      Akerman M, Lorena AG de. São muitos em nós: identidades e narrativas de um grupo de sanitaristas em formação [Internet]. Saúde e Sociedade. 2015 ; 24 465-466.Available from: http://apsp.org.br/wp-content/uploads/2015/12/anais-congresso-2015.pdf
    • Vancouver

      Akerman M, Lorena AG de. São muitos em nós: identidades e narrativas de um grupo de sanitaristas em formação [Internet]. Saúde e Sociedade. 2015 ; 24 465-466.Available from: http://apsp.org.br/wp-content/uploads/2015/12/anais-congresso-2015.pdf


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020