Exportar registro bibliográfico

Determinação do teor médio e da incerteza em depósitos fosfáticos estratiformes no sul do Estado do Mato Grosso (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: RAMPAZZO, GUILHERME JOSé - IGc
  • Unidade: IGc
  • Sigla do Departamento: GSA
  • Subjects: GEOESTATÍSTICA; FOSFATOS; PESQUISA MINERAL
  • Language: Português
  • Abstract: A avaliação de recursos minerais em depósitos estratiformes que possuem dimensões horizon-tais relativamente muito maiores que na direção vertical pode acarretar em algumas dificulda-des durante os procedimentos de interpolação e estimativas, podendo inclusive necessitar da utilização de sub-blocos. Tal fato pode ser ainda mais agravado se na geometria do depósito ocorrer regiões com grande variabilidade de espessura, falhas ou dobramentos, fazendo com que eventos deposicionais de idades diferentes sejam postos muito próximos e que, conse-quentemente, esses dados sejam correlacionados durante as estimativas de pontos não amos-trados. Uma maneira de se minimizar esse efeito em depósitos minerais de grandes extensões e relativa pequena espessura é utilizando métodos indiretos de avaliação através de variáveis de serviço, como a Acumulação (Acc) e a Espessura Mineralizada (T), onde o Teor Médio (G) é obtido pela razão destas variáveis (Acc/T). Entretanto, uma lacuna matemática é identi-ficada quando Dowd & Milton (1987) afirmam que esta razão se trata somente de uma apro-ximação, pois não leva em consideração as incertezas associadas às variáveis de serviço, e Journel & Huijbregts (1978) quando demonstram a dificuldade em se calcular a incerteza lo-cal associada a uma razão de duas variáveis. Yamamoto et al. (2017) ao identificarem essa lacuna desenvolveram equações capazes de se calcular em valores provenientes da razão de duas variáveis considerando suas incertezas, que nestecaso se trata do teor médio dos blocos estimados, além da variância ou incerteza local associada às estimativas, aplicando o fator esperança matemática à função ( ) , e expandindo-a até segunda ordem pela Série de Taylor. Os objetivos propostos por esta Dissertação foram fundamentados nestas lacunas matemáticas e no teste desta nova metodologia de avaliação indireta de depósitos minerais estratiformes utilizando pioneiramente dados reais provenientes de um projeto de pesquisa em fosfato de titularidade da BEMISA - Brasil Exploração Mineral S.A. no Estado do Mato Gro-so. Para o desenvolvimento deste trabalho utilizaram das diversas ferramentas estatísticas e geoestatísticas, a partir das quais foi possível comtemplar recursos fosfáticos de aproximada-mente sete milhões de toneladas a um teor médio de 3,21% de P2O5, considerando um teor de corte 1,8%
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 17.11.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RAMPAZZO, Guilherme José; YAMAMOTO, Jorge Kazuo. Determinação do teor médio e da incerteza em depósitos fosfáticos estratiformes no sul do Estado do Mato Grosso. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44137/tde-25042018-152715/ >.
    • APA

      Rampazzo, G. J., & Yamamoto, J. K. (2017). Determinação do teor médio e da incerteza em depósitos fosfáticos estratiformes no sul do Estado do Mato Grosso. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44137/tde-25042018-152715/
    • NLM

      Rampazzo GJ, Yamamoto JK. Determinação do teor médio e da incerteza em depósitos fosfáticos estratiformes no sul do Estado do Mato Grosso [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44137/tde-25042018-152715/
    • Vancouver

      Rampazzo GJ, Yamamoto JK. Determinação do teor médio e da incerteza em depósitos fosfáticos estratiformes no sul do Estado do Mato Grosso [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/44/44137/tde-25042018-152715/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020