Exportar registro bibliográfico

Envolvimento dos sistemas serotonérgico e GABAérgico do núcleo medial da amígdala na modulação do comportamento de imobilidade tônica em cobaias (Cavia porcellus) (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: PAULA, BRUNA BALBINO DE - FFCLRP
  • Unidade: FFCLRP
  • Sigla do Departamento: 594
  • Subjects: PSICOBIOLOGIA; COMPORTAMENTO DEFENSIVO ANIMAL; SEROTONINA; COBAIAS
  • Language: Português
  • Abstract: A resposta da imobilidade tônica (IT) é um comportamento de medo inato associado a situações de perigo intenso, exibida por muitas espécies de animais invertebrados e vertebrados. Nos seres humanos, é possível que a resposta de IT seja um preditivo para a determinação da gravidade dos sintomas do transtorno de estresse pós-traumático. Essa resposta comportamental é iniciada e sustentada pela estimulação de vários grupos de neurônios distribuídos no telencefalo, diencéfalo e tronco encefálico que, por sua vez, agindo em um sistema coordenado induziriam a atividade dos motoneurônios dos músculos extensores e flexores, concomitantemente. Em estudos anteriores, foi evidenciado intensa ativação da região posteroventral do núcleo medial da amígdala (MEA) após a indução do comportamento da IT. No entanto, a neurotransmissão dessa região amigdalóide envolvida na modulação deste comportamento de medo inato ainda precisa ser esclarecida. Dessa forma, o objetivo deste trabalho foi avaliar o envolvimento do sistema serotonérgico e GABAérgico do MEA na modulação da resposta de IT em cobaias. Os resultados indicam que a ativação dos receptores 5-HT1A, ou o bloqueio dos receptores 5HT2, do MEA podem promover uma redução no medo e/ou ansiedade, diminuindo a duração da IT em cobaias. Em contraste, o bloqueio dos receptores 5-HT1A ou ativação dos receptores 5-HT2 desta mesma região aumenta a duração da IT. Ainda, os efeitos observados com a administração de 8-OHDPAT e α-metil-5-HT são específicos em receptores 5-HT1A e 5-HT2 localizados no MEA, desde que o pré-tratamento no mesmo sítio com WAY-100635 (antagonista seletivo de receptores 5-HT1A) ou ketanserina (antagonista de receptores 5HT2) previne a redução e o aumento da resposta de IT, respectivamente. Em relação ao sistema GABAérgico, o bloqueio dos receptores GABAA no MEA promoveu aumento docomportamento de IT. No entanto, os efeitos observados no estudo após ativação dos receptores 5-HT1A e 5-HT2 não são devido ao envolvimento da neurotransmissão GABAérgica, desde que o pré-tratamento com bicuculina (antagonista de receptores GABAA) não foi capaz de prevenir os efeitos induzidos pela administração de 8-OHDPAT e α-metil-5-HT. Finalmente, essas alterações não parecem ser devidas a uma modificação da atividade motora espontânea, o que pode afetar de forma não específica a duração da IT. Assim, esses resultados sugerem papel distinto dos receptores 5HT do MEA na modulação de medo inato
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAULA, Bruna Balbino de; LEITE-PANISSI, Christie Ramos Andrade. Envolvimento dos sistemas serotonérgico e GABAérgico do núcleo medial da amígdala na modulação do comportamento de imobilidade tônica em cobaias (Cavia porcellus). 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017.
    • APA

      Paula, B. B. de, & Leite-Panissi, C. R. A. (2017). Envolvimento dos sistemas serotonérgico e GABAérgico do núcleo medial da amígdala na modulação do comportamento de imobilidade tônica em cobaias (Cavia porcellus). Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto.
    • NLM

      Paula BB de, Leite-Panissi CRA. Envolvimento dos sistemas serotonérgico e GABAérgico do núcleo medial da amígdala na modulação do comportamento de imobilidade tônica em cobaias (Cavia porcellus). 2017 ;
    • Vancouver

      Paula BB de, Leite-Panissi CRA. Envolvimento dos sistemas serotonérgico e GABAérgico do núcleo medial da amígdala na modulação do comportamento de imobilidade tônica em cobaias (Cavia porcellus). 2017 ;


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021