Exportar registro bibliográfico

Introduzindo o conceito de narrativa em psicanálise: sobre um operador comparativo para o estudo de casos clínicos (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: PAULON, CLARICE PIMENTEL - IP
  • Unidade: IP
  • Sigla do Departamento: PSC
  • Subjects: NARRATIVA; CLÍNICA PSICANALÍTICA; DISCURSO NARRATIVO; TRANSFERÊNCIA PSICOTERAPÊUTICA; PSICANÁLISE
  • Language: Português
  • Abstract: O intuito desta tese é introduzir a narrativa como operador comparativo para o estudo de casos clínicos. Partimos do princípio de que a psicanálise, ao longo da história, construiu e reformulou seus conceitos através da articulação entre o método clínico e as práticas psicoterapêuticas, produzindo uma experiência narrativa: uma modalidade da linguagem que articula discurso e história. Entendemos que a construção dessa experiência só foi possível devido às mudanças paradigmáticas pelas quais a psicanálise passou, reformulando constantemente seus métodos de observação, intervenção e racionalidade. A narrativa, como um procedimento das teorias práticas que não exclui a história de sua formalização, seria o operador principal para indicarmos essas transformações paradigmáticas que, na tese, são apresentadas a partir da análise da construção de três casos clínicos freudianos (Dora, Homem dos Ratos e Schreber) e das Entrevistas com Pacientes de Lacan, realizadas no Sainte-Anne. Essa análise, realizada de forma interdisciplinar, apresenta, nos casos freudianos, a relação entre literatura, teoria e história para a construção do caso e seus movimentos transformativos. Nas entrevistas de paciente temos a articulação de distintos materiais para a realização das mesmas (prontuários, entrevistas anteriores realizadas por médicos, anamneses e passagens por outras instituições), os quais são utilizados por Lacan para narrativizar o discurso trazido pelo paciente, articulando as relaçõesentre o público e o privado (ou intimidade), dando, assim, coerência e transmissão da experiência a esses discursos. Neste sentido, enquanto em Freud temos o caso clínico como função de transmissão e construção teórica, nas Entrevistas de Pacientes de Lacan temos a narratividade como elemento de intervenção terapêutica com a apresentação da linguagem como método e objeto em psicanálise. Tanto em Freud quanto em Lacan, essas operações só se tornaram possíveis devido à articulação entre linguagem e transferência, o que torna o caso clínico uma escrita de prova das relações entre o necessário, o possível, o impossível e o contingente na psicanálise
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.02.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      PAULON, Clarice Pimentel; DUNKER, Christian Ingo Lenz. Introduzindo o conceito de narrativa em psicanálise: sobre um operador comparativo para o estudo de casos clínicos. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-18042018-095218/ >.
    • APA

      Paulon, C. P., & Dunker, C. I. L. (2018). Introduzindo o conceito de narrativa em psicanálise: sobre um operador comparativo para o estudo de casos clínicos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-18042018-095218/
    • NLM

      Paulon CP, Dunker CIL. Introduzindo o conceito de narrativa em psicanálise: sobre um operador comparativo para o estudo de casos clínicos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-18042018-095218/
    • Vancouver

      Paulon CP, Dunker CIL. Introduzindo o conceito de narrativa em psicanálise: sobre um operador comparativo para o estudo de casos clínicos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/47/47133/tde-18042018-095218/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021