Exportar registro bibliográfico

Integração ensino-serviço na Atenção Básica: qual a percepção dos profissionais de saúde que atuam nas Unidades Básicas de Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo? (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAMPOS, RODRIGO BORANGA DE - FO
  • Unidades: FO
  • Sigla do Departamento: ODO
  • Subjects: SISTEMA ÚNICO DE SAÚDE; POLÍTICAS PÚBLICAS; ATENÇÃO PRIMÁRIA À SAÚDE; RECURSOS HUMANOS
  • Keywords: Atenção Primária à Saúde; Health Manpower; Health Services; Health Systems; Políticas Públicas de Saúde; Primary Health Care; Public Health Policy; Recursos Humanos em Saúde; Serviços de Integração Docente-Assistencial; Serviços de Saúde; Sistema Único de Saúde; Sistemas de Saúde; Teaching Care Integration Services; Unified Health System
  • Language: Português
  • Abstract: O Sistema Único de Saúde (SUS), com missão de ordenar a formação de recursos humanos para a área da saúde, enfrenta desafios em aspectos quantitativos (distribuição e fixação de profissionais) e qualitativos (formação). É fundamental o papel da força de trabalho em saúde, central e decisiva na implementação e consolidação dos sistemas universais de saúde. O município de São Paulo concentra o maior número de cursos de graduação e profissionais de saúde do país, com complexa rede de serviços e participa de importantes políticas indutoras de reorientação da formação e qualificação profissional criadas na última década. A articulação ensino-serviço, entre as Instituições de Educação Superior (IES) e os serviços públicos de saúde, potencializa respostas às necessidades de saúde da população, contribuindo para o fortalecimento do SUS. Conhecer a percepção dos profissionais de saúde é fundamental para identificar potencialidades e possíveis fragilidades de programas como o Programa Nacional de Reorientação da Formação Profissional em Saúde (Pró-Saúde), o Programa de Educação pelo Trabalho para a Saúde (PET-Saúde) e o estágio obrigatório. O objetivo do presente estudo é apreender a percepção dos profissionais de saúde (gerentes, preceptores e não preceptores) que atuam nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo (SMS-SP), sobre o desenvolvimento de atividades de ensino integradas à rede de serviços de saúde do município. Trata-se de estudoexploratório descritivo analítico com abordagem qualitativa. Considerando as Coordenadorias Regionais de Saúde da SMS-SP, foram incluídos serviços que possuíam e serviços que não possuíam atividades de ensino. Foram realizadas 33 entrevistas - gravadas e posteriormente transcritas. Dados trabalhados na tipologia qualitativa, abordagem teórico-metodológica da Análise do Conteúdo de Bardin, modalidade de Análise Temática. Os resultados são apresentados por grupo, a partir da análise de cada núcleo direcionador. Gerentes - Conhecimento sobre o processo de escolha da unidade; Percepção sobre o planejamento e a caracterização das atividades de ensino; Percepção sobre a relação entre as atividades de ensino e o cotidiano de trabalho. Preceptores - Percepção sobre o processo de escolha da unidade; Conhecimento sobre o desenvolvimento das atividades de ensino na unidade; Percepção sobre a importância das atividades de ensino no cotidiano do trabalho. Não Preceptores - Percepção sobre o processo de escolha da unidade; Percepção sobre a importância das atividades de ensino no cotidiano do trabalho; Conhecimento sobre o desenvolvimento das atividades de ensino nas unidades com os programas Pró-PET-Saúde e estágio obrigatório. Conclusões: dentre os entrevistados do núcleo dos serviços de saúde, os gerentes e os preceptores têm maior conhecimento sobre o processo de escolha da unidade, bem como participação nesse processo. A articulação prévia entre IES e UBS foi apontada como uma dasprincipais razões de escolha. Os participantes identificam dificuldades para a realização das atividades relacionadas à estrutura da unidade, aos profissionais e usuários e ao próprio processo de ensino. Os profissionais não preceptores participam tanto no planejamento como no desenvolvimento de atividades. O reconhecimento das transformações que as atividades de ensino têm trazido para as unidades é unânime. Reconhecem ainda a importância na formação profissional dos estudantes
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.12.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAMPOS, Rodrigo Boranga de; HADDAD, Ana Estela. Integração ensino-serviço na Atenção Básica: qual a percepção dos profissionais de saúde que atuam nas Unidades Básicas de Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo?. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23132/tde-04042018-111855/ >.
    • APA

      Campos, R. B. de, & Haddad, A. E. (2017). Integração ensino-serviço na Atenção Básica: qual a percepção dos profissionais de saúde que atuam nas Unidades Básicas de Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo?. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23132/tde-04042018-111855/
    • NLM

      Campos RB de, Haddad AE. Integração ensino-serviço na Atenção Básica: qual a percepção dos profissionais de saúde que atuam nas Unidades Básicas de Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo? [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23132/tde-04042018-111855/
    • Vancouver

      Campos RB de, Haddad AE. Integração ensino-serviço na Atenção Básica: qual a percepção dos profissionais de saúde que atuam nas Unidades Básicas de Saúde da Secretaria Municipal da Saúde de São Paulo? [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/23/23132/tde-04042018-111855/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020