Exportar registro bibliográfico

Ultrastructure and chemical analysis of osmophores in Apocynaceae (2018)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: CAPELLI, NATALIE DO VALLE - IB
  • Unidades: IB
  • Sigla do Departamento: BIB
  • Subjects: BOTÂNICA (CLASSIFICAÇÃO); GENTIANALES; FLORES; PERFUME; MORFOLOGIA VEGETAL; HISTOQUÍMICA VEGETAL; EVOLUÇÃO
  • Keywords: Apocynaceae; Apocynaceae; Evolution; Flor; Flower; Odor; Odour bouquet; Osmóforo; Osmophore; Processo secretor; Secretory process; Ultraestrutura; Ultrastructure
  • Language: Inglês
  • Abstract: Apocynaceae apresenta as flores com o maior grau de sinorganização das eudicotiledôneas e mecanismos de polinização altamente elaborados associados à mais alta diversidade de glândulas. O osmóforo destaca-se como responsável pela produção do perfume floral para atração dos polinizadores e, a despeito de sua importância fundamental para a polinização, a sua estrutura e mecanismo de produção e liberação do perfume é praticamente desconhecido nas Apocynaceae. O presente trabalho tem o propósito de caracterizar morfológica e ultraestruturalmente os osmóforos de Apocynaceae, além de identificar quimicamente os compostos que constituem o perfume floral. Espécies de duas subfamílias foram selecionadas, visando descrever a diversidade de osmóforos e tipos de perfume na família. Primeiramente, os osmóforos foram localizados histoquimicamente e, posteriormente, essa região foi processada para microscopia eletrônica de transmissão. Análise micromorfológica foi realizada através de microscopia eletrônica de transmissão. Análise micromorfológica foi realizada através de microscopia eletrônica de varredura e a identificação dos óleos voláteis, através de GC/MS. Os osmóforos estão localizados na superfície adaxial da porção livre das pétalas. Eles variaram quanto ao formato das células epidérmicas, ornamentação da cutícula e presença de tricomas. Esta glândula é, em sua maioria, formada por epiderme e parênquima secretores, exceto em Plumeria, onde os osmóforos são exclusivamenteepidérmicos. As células secretoras apresentaram paredes espessas nas Asclepiadoideae e secreção produzida pelos plastídeos e REL em todas as espécies. Diversas vesículas realizam o transporte intercelular da secreção, assim como a sua liberação para o meio externo. Contudo, Plumeria e Ditassa transferem a secreção produzida para o vacúolo antes de liberá-la e Tabernaemontana possui processo de liberação misto. A composição do perfume variou entre as espécies, havendo grande produção de hidrocarbonetos, alcoóis, cetonas ou monoterpenos dependendo da espécie. Apocynaceae apresenta uma alta diversidade morfológica e metabólica em seus osmóforos que não pode ser correlacionada à morfologia, organização subcelular, período de liberação da secreção ou síndrome de polinização. Esse é o primeiro estudo estrutural abrangente sobre osmóforos na família e aponta para processos evolutivos muito distintos que podem estar relacionados a múltiplos surgimentos na filogenia e associações espécie-específicas com os polinizadores
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 31.01.2018

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      CAPELLI, Natalie do Valle; DEMARCO, Diego. Ultrastructure and chemical analysis of osmophores in Apocynaceae. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-03042018-114145/ >.
    • APA

      Capelli, N. do V., & Demarco, D. (2018). Ultrastructure and chemical analysis of osmophores in Apocynaceae. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-03042018-114145/
    • NLM

      Capelli N do V, Demarco D. Ultrastructure and chemical analysis of osmophores in Apocynaceae [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-03042018-114145/
    • Vancouver

      Capelli N do V, Demarco D. Ultrastructure and chemical analysis of osmophores in Apocynaceae [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41132/tde-03042018-114145/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020