Exportar registro bibliográfico

Características agronômicas de genótipos de amendoim forrageiro em resposta à intensidade e ao intervalo de desfolhação (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: ALONSO, MARCELL PATACHI - ESALQ
  • Unidade: ESALQ
  • Sigla do Departamento: LZT
  • Subjects: AMENDOIM; DESFOLHA; GENÓTIPOS; LEGUMINOSAS FORRAGEIRAS; VARIEDADES VEGETAIS
  • Language: Português
  • Abstract: As pastagens são a base da alimentação dos ruminantes na pecuária brasileira. Sistemas de produção em condições pastoris utilizam diversos genótipos forrageiros sob diferentes formas de manejo, no intuito de otimizar respostas produtivas desses sistemas. Algumas decisões quanto ao manejo, no entanto, são tomadas de forma não criteriosa e generalista, tornando o sistema de produção frequentemente propenso a erros na gestão. A intensificação da produção animal em pastagem possibilita o aumento da participação de leguminosas forrageiras no sistema. No entanto, ainda há um limitado entendimento das respostas destas plantas quando submetidas a manejos mais intensificados. Este trabalho teve como objetivo caracterizar quatro cultivares comerciais de Arachis pintoi Krapov. & Greg., sob duas intensidades de desfolhação e dois intervalos entre desfolhas ao longo da estação de crescimento de dois anos consecutivos. Para tanto, foi conduzido um experimento analisando-se os cultivares Alqueire-1, Amarillo, Belmonte e BRS Mandobi sob quatro manejos de colheita: dois intervalos (28 e 35 dias) associados a duas intensidades de desfolha (5 e 10 cm). Determinou-se a produtividade total por estação de crescimento, acúmulo total de forragem, taxa de acúmulo diário, composição morfológica, ângulo foliar, interceptação luminosa, índice de área foliar, composição química e digestibilidade da forragem, fotossíntese foliar, fotossíntese de dossel e compostos orgânicas de reserva. O experimento foiconduzido no município de Piracicaba - SP, sendo a área experimental total de 0,11 ha. O delineamento experimental adotado foi o inteiramente casualizado com arranjo em parcelas subdivididas. À parcela foram alocados as combinações entre cultivares de A. pintoi (Alqueire-1, Amarillo, Belmonte e BRS Mandobi) e intervalos entre cortes (28 e 35 dias) em um fatorial 4 x 2. À subparcela foi designado o fator intensidade de desfolhação, na forma de duas alturas de resíduo (5 e 10 cm), tendo o experimento contado com com 3 repetições. A análise estatística dos dados foi realizada utilizando-se o procedimento MIXED do SAS®. As médias dos tratamentos foram estimadas utilizando-se o LSMEANS e comparadas pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. O cultivar Belmonte apresentou média de acúmulo total acima de 11,85 Mg MS ha-1 e taxa de acúmulo diário de 41 kg MS ha-1 nos diferentes manejos adotados, sendo o maior desempenho produtivo em relação aos demais cultivares testados. Em geral, o intervalo de 28 dias com intensidade de desfolha de 5 cm, confere maior produtividade total aos cultivares de A. pintoi. Menores produções de folíolos, pecíolos e estolões foram obtidos para o cultivar Amarillo.O perfil nutricional do cultivar Belmonte apresentou maior potencial em função da alta concentração de proteína bruta (277 g kg-1 MS) e digestibilidade in vitro da matéria orgânica (717 g kg-1 MS) em relação a Alqueire-1 e Amarillo e concentrações de fibra em detergente neutro (366 g kg-1 MS)intermediárias comparativamente aos três cultivares. Variações intraespecífica entre os cultivares apresenta pouco efeito sobre os compostos de reservas, sendo estes mais afetados pelas estratégias de manejo adotadas. Carboidratos totais não estruturais estiveram menos concentrados nos órgãos de reserva de Alqueire-1 (196 g kg-1 MO), e a concentração de N total apresentou variação somente entre os cultivares Belmonte (31 g kg-1 MO) e BRS Mandobi (25 g kg-1 MO). Em geral, a concentração de carboidratos totais não estruturais nos órgãos de reserva é maior quando o manejo de intervalos entre desfolha é de 35 dias. Plantas invasoras são mais evidentes em dosséis manejados com intensidade de desfolha de 5 cm. O cultivar Belmonte apresenta características que lhe conferem maior desempenho agronômico, sendo portanto considerado o material mais promissor
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 01.12.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      ALONSO, Marcell Patachi; PEDREIRA, Carlos Guilherme Silveira. Características agronômicas de genótipos de amendoim forrageiro em resposta à intensidade e ao intervalo de desfolhação. 2017.Universidade de São Paulo, Piracicaba, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-06042018-150612/ >.
    • APA

      Alonso, M. P., & Pedreira, C. G. S. (2017). Características agronômicas de genótipos de amendoim forrageiro em resposta à intensidade e ao intervalo de desfolhação. Universidade de São Paulo, Piracicaba. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-06042018-150612/
    • NLM

      Alonso MP, Pedreira CGS. Características agronômicas de genótipos de amendoim forrageiro em resposta à intensidade e ao intervalo de desfolhação [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-06042018-150612/
    • Vancouver

      Alonso MP, Pedreira CGS. Características agronômicas de genótipos de amendoim forrageiro em resposta à intensidade e ao intervalo de desfolhação [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/11/11139/tde-06042018-150612/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021