Exportar registro bibliográfico

Impacto do uso do implante coclear em crianças surdas com traços autísticos (2018)

  • Authors:
  • Autor USP: DIAS, ERICA FERNANDA LAVEZZO - FM
  • Unidade: FM
  • Sigla do Departamento: MOF
  • Subjects: DEFICIÊNCIA AUDITIVA; DEFICIENTES; AUTISMO; IMPLANTE DA CÓCLEA; ESPECTROS
  • Keywords: Autism spectrum disorder; Autistic disorder; Cochlear implantation; Disabled persons; Hearing loss
  • Language: Português
  • Abstract: O implante coclear pode promover meios para que a criança surda com traços autísticos possa construir relações comunicativas e emocionais e deste modo possibilitar melhor interação social e emocional. Objetivo: comparar a escala de avaliação de traços autístico (ATA), antes e após o implante coclear em crianças surdas com traços autísticos. Metodologia: Foram incluídas na amostra crianças acima de 3 anos, de ambos os sexos, com diagnóstico de perda auditiva neurossensorial bilateral de grau severo a profundo em período pré-lingual, com indicação de implante coclear e traços autísticos (23 pontos ou mais na escala ATA). A aplicação da escala foi realizada em dois momentos: no período antes da adaptação do implante coclear e após um ano de uso do implante coclear. O grupo controle foi formado por crianças com transtorno do espectro autista (TEA) cujos pais responderam a um questionário no momento inicial da pesquisa e um ano após. Outro grupo, foi composto por crianças surdas em avaliação no ambulatório de implante coclear, a aplicação da escala ATA foi em momento único. Os pacientes do grupo controle composto por crianças TEA e o grupo caso crianças surdas com traços autísticos, passaram por uma aplicação do teste não verbal de Inteligência SON-R 2½-7[a]. Os critérios de exclusão estabelecidos foram crianças com paralisia cerebral, doenças neurológicas, síndromes genéticas diagnosticadas ou em investigação. Resultados: Indivíduos com deficiência auditiva apresentam pontuação baixa, fora do corte para TEA.Deficientes auditivos com traços autísticos pontuam 37 antes e 34 após um ano de IC não apresentam significância estatística. Conclusão: Os achados na conclusão não demonstram diferença estatística na avaliação pré e pós implante coclear, porém houve mudanças nos aspectos: uso de forma efetiva do implante coclear;atenção, imitação ao outro, olhar como tentativa de estabelecer diálogo, melhor relacionamento com o outro não vinculado a um diálogo propriamente dito, mostraram a necessidade daquilo que se deseja e melhora interação familiar, foi algo observado em todos os indivíduos do estudo
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 22.01.2018
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DIAS, Erica Fernanda Lavezzo; FRANCESCO, Renata Cantisani di. Impacto do uso do implante coclear em crianças surdas com traços autísticos. 2018.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2018. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5143/tde-09042018-094359/ >.
    • APA

      Dias, E. F. L., & Francesco, R. C. di. (2018). Impacto do uso do implante coclear em crianças surdas com traços autísticos. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5143/tde-09042018-094359/
    • NLM

      Dias EFL, Francesco RC di. Impacto do uso do implante coclear em crianças surdas com traços autísticos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5143/tde-09042018-094359/
    • Vancouver

      Dias EFL, Francesco RC di. Impacto do uso do implante coclear em crianças surdas com traços autísticos [Internet]. 2018 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5143/tde-09042018-094359/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021