Exportar registro bibliográfico

Dos modelos para teorias: uma abordagem bottom-up para identificar proposições de teorias constitutivas (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: BRITTO, BRUNO TRAVASSOS DE - IB
  • Unidade: IB
  • Sigla do Departamento: BIE
  • Subjects: TEORIA CIENTÍFICA; ECOLOGIA; METODOLOGIA CIENTÍFICA; MODELOS
  • Keywords: Estrutura de teoria; Formulação; Formulation; Model; Modelo; Pragmatic view; Semantic view; Succession theory; Sucessão ecológica; Systemic view; Teoria; Theory; Theory structure; Visão pragmática; Visão semântica; Visão sistêmica
  • Language: Português
  • Abstract: Existem diferentes visões sobre a natureza de teorias científicas do mundo natural. A mais adotada atualmente é a visão semântica de teoria, na qual uma teoria é uma família de modelos unificada por proposições semânticas. A ecologia é uma ciência repleta de proposições amplamente aceitas, mas que sofre constantes críticas ao estado de desenvolvimento teórico. Essas críticas podem ser justificadas porque as proposições semânticas dentro dos subdomínios da ecologia nem sempre estão explícitos, o que passa a impressão de uma desunião teórica entre os seus subdomínios. Uma vertente da visão semântica de teoria, a visão pragmática, assume que as teorias científicas não precisam estar explicitadas em algum lugar para existir. Sob essa visão, mesmo quando as proposições da teoria sobre um fenômeno não foram elencadas explicitamente, cientistas continuam construindo e explorando modelos que possuem bases teóricas comuns. Essas bases teóricas seriam as proposições fundamentais da teoria desse fenômeno. Uma proposta de tentar identificar as proposições fundamentais da ecologia e seus subdomínios já foi feita. Entretanto, essa proposta foi feita sem método explícito, apenas consultando autoridades em cada subdomínio para elaborar, com base em suas percepções, quais são as proposições de determinado domínio. A tese apresentada nesse manuscrito é que existe um método sistematizado para identificar as proposições de um domínio e existem vantagens associadas a aplicação desse método.Esse método se baseia na análise dos modelos mais importantes dentro de um domínio específico e a identificação de proposições comuns que unificam esses modelos. O primeiro capítulo desse manuscrito é apresentação do método. Nesse capítulo apresentamos a contextualização teórica e justificativa do método, bem como o detalhamento dos passos metodológicos necessários para chegar às proposições do domínio a partir dos modelos. Nesse capítulo também discutimos as visões sobre ciência e teoria que são adotadas no método e depois apresentamos benefícios de usar o método para identificar proposições de uma teoria. Concluímos que o método pode se tornar uma ferramenta para análise estrutural de teorias, para análise histórica de teorias e ele funciona como uma ferramenta geral que pode unificar subdomínios diferentes da ecologia. O segundo capítulo é a demonstração da aplicabilidade do método. Nesse capítulo contextualizamos teoricamente a aplicação do método justificando a escolha do domínio no qual o método foi aplicado. Selecionamos a área de sucessão ecológica e seguimos os passos metodológicos indicados no capítulo 1. Escolhemos o domínio de sucessão ecológica, pois esse domínio é conceitualmente coeso e já existe uma proposta semântica explícita de teoria para esse domínio. Como primeiro teste do método, essas características tornam mais fáceis a aplicação e análise dos resultados que o método é capaz de retornar. Nesse capítulo comparamos as proposições feitas previamentepor autoridades no domínio com os modelos identificados como os mais relevantes dentro do domínio conforme o método apresentado. A partir dessa comparação, concluímos que as proposições feitas pelas autoridades do domínio não refletem perfeitamente a atividade da comunidade. Uma das principais divergências entre o proposto pelas autoridades e o nosso resultado é que a comunidade parece estar usando com frequência mecanismos neutros para explicar sucessão, boa parte das proposições feitas pelas autoridades é inválida em modelos neutros. Depois da análise das proposições feitas pelas autoridades, elencamos as proposições mais adequadas para unificar o conjunto de modelos mais importantes do domínio de sucessão. Concluímos que o método é capaz de retornar um conjunto de modelos que podem ser usados para elaborar proposições de um domínio. Entretanto, os resultados de cada etapa podem ser analisados para entender a estrutura da teoria de um domínio
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 30.11.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      TRAVASSOS-DE-BRITTO, Bruno; PRADO, Paulo Inácio de Knegt López de. Dos modelos para teorias: uma abordagem bottom-up para identificar proposições de teorias constitutivas. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-22032018-150126/ >.
    • APA

      Travassos-de-Britto, B., & Prado, P. I. de K. L. de. (2017). Dos modelos para teorias: uma abordagem bottom-up para identificar proposições de teorias constitutivas. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-22032018-150126/
    • NLM

      Travassos-de-Britto B, Prado PI de KL de. Dos modelos para teorias: uma abordagem bottom-up para identificar proposições de teorias constitutivas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-22032018-150126/
    • Vancouver

      Travassos-de-Britto B, Prado PI de KL de. Dos modelos para teorias: uma abordagem bottom-up para identificar proposições de teorias constitutivas [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/41/41134/tde-22032018-150126/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021