Exportar registro bibliográfico

Mulheres atletas olímpicas brasileiras: início e final de carreira por modalidade esportiva (2017)

  • Authors:
  • USP affiliated authors: RUBIO, KATIA - EEFE
  • Unidades: EEFE
  • Subjects: JOGOS OLÍMPICOS; ENSINO SUPERIOR; CARREIRA PROFISSIONAL; ESPORTES
  • Language: Português
  • Abstract: Este estudo buscou investigar o contexto e a idade de início e final de carreira das mulheres atletas olímpicas brasileiras, bem como a razão do encerramento da carreira. Para tanto, participaram da amostra 444 mulheres brasileiras participantes de Jogos Olímpicos até Londres em 2012. Dos relatos de vida, foram retirados dados relacionados aos objetivos deste estudo. Os resultados nos permitem inferir que, em modalidades como natação, ginástica e tênis, o início foi muito precoce, já nos esportes coletivos a idade de início corresponde à fase escolar, quando neste momento o profissional de Educação Física é o principal responsável pela iniciação ao rendimento. Esportes como tiro, arco, boxe e levantamento de peso têm seu início já no final da adolescência. Com relação ao final de carreira, a faixa etária de aposentadoria corresponde à modalidade, e naqueles esportes em que se começa cedo, as idades de aposentadoria são menores. Observou-se também que os motivos principais para a finalização da carreira são: número de lesões, fadiga e cansaço, percepção de que a idade estava atrapalhando, maternidade e casamento e a necessidade de continuar os estudos. Outro fato abordado foi a exclusão da atleta pela comissão técnica, o que foi determinante para que a atleta não quisesse mais fazer parte daquele meio. A escolha de uma nova profissão e outro fator importante e que nos apresenta um panorama diferenciado para as atletas olímpicas, já que 50% destas se formaram e hoje, a grande maioria (65%) trabalham na área esportiva. Pode-se concluir que cada modalidade tem o momento ideal de início e que as atletas olímpicas não saíram deste padrão. Quanto ao término da carreira, este pode não ser compulsório (lesões, cansaço e fadiga, dispensas da equipe, maternidade, casamento) ou programado (formação acadêmica e profissional, necessidade de novas metas)
  • Imprenta:
  • Source:

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      MELO, Gislane Ferreira; RUBIO, Katia. Mulheres atletas olímpicas brasileiras: início e final de carreira por modalidade esportiva. Revista Brasileira de Ciência e Movimento = Brazilian Journal of Science and Movement, Taguatinga, v. 25, n. 4, p. 104-116, 2017. Disponível em: < https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/7672/pdf >.
    • APA

      Melo, G. F., & Rubio, K. (2017). Mulheres atletas olímpicas brasileiras: início e final de carreira por modalidade esportiva. Revista Brasileira de Ciência e Movimento = Brazilian Journal of Science and Movement, 25( 4), 104-116. Recuperado de https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/7672/pdf
    • NLM

      Melo GF, Rubio K. Mulheres atletas olímpicas brasileiras: início e final de carreira por modalidade esportiva [Internet]. Revista Brasileira de Ciência e Movimento = Brazilian Journal of Science and Movement. 2017 ; 25( 4): 104-116.Available from: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/7672/pdf
    • Vancouver

      Melo GF, Rubio K. Mulheres atletas olímpicas brasileiras: início e final de carreira por modalidade esportiva [Internet]. Revista Brasileira de Ciência e Movimento = Brazilian Journal of Science and Movement. 2017 ; 25( 4): 104-116.Available from: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/RBCM/article/view/7672/pdf


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2020