Exportar registro bibliográfico

Associação genética do polimorfismo do receptor alfa 1 da interleucina 22 à rinossinusite crônica com e sem polipose nasossinusal (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: DINARTE, VANESSA RAMOS PIRES - FMRP
  • Unidade: FMRP
  • Sigla do Departamento: ROO
  • Subjects: OTORRINOLARINGOLOGIA; PÓLIPOS ADENOMATOSOS; POLIMORFISMO
  • Keywords: Chronic rhinosinusitis; Nasal polyps; Polimorfismo; Pólipo nasal; Polymorphism; Rinossinusite crônica
  • Language: Português
  • Abstract: Introdução: A rinossinusite crônica (RSC), doença multifatorial, na qual podem estar envolvidos fatores genéticos e ambientais, ainda tem muitos aspectos obscuros na sua patogênese. A genética tem se mostrado promissora na elucidação dessa complexa doença. Alguns estudos apontam que a expressão de interleucina (IL) 22 se apresenta reduzida em pacientes com RSC, podendo resultar também na redução da barreira epitelial e diminuição da produção de citocinas pró-inflamatórias Th1. Objetivos: Pesquisar a frequência dos polimorfismos no gene IL22RA1 (receptor subunidade alfa um da interleucina 22) em pacientes portadores de RSC com e sem pólipos nasais e em indivíduos normais, utilizando a técnica de sequenciamento, pelo método de Sanger, para análise de mutações; comparar as frequências dos polimorfismos encontrados no gene IL22RA1 entre os grupos e com a literatura médica e também comparar a técnica de Sanger com outras técnicas convencionais descritas na literatura. Casuística e Métodos: Foram avaliados 247 pacientes, no período de maio de 2011 a fevereiro de 2016, subdivididos em três grupos: 122 pacientes portadores de RSC com pólipos nasais (RSCcPN), 21 casos de RSC sem pólipos nasais (RSCsPN) e 104 voluntários sem sintomatologia nasal. Foram colhidas amostras de sangue venoso periférico de todos os casos e controles, e realizada a extração de DNA, com posterior análise das mesmas. Após a exclusão das perdas, restaram 70 casos de RSCcPN, 14 de RSCsPN e 68 controles. Resultados: O sequenciamento apontou 10 polimorfismos no gene IL22RA1, nos exon 2 (rs10903022, c.113_114insA/Q26Pfs*11, c.74T>A e c.141C>A), exon 4 (rs17852649), exon 5 (rs16829204), exon 6 (rs142356961) e exon 7 (rs17852648, rs34967816 e rs3795299). Os polimorfismos encontrados nos exons 2 (em homozigose), 5 e 6 foram exclusivos do grupo das patologias analisadas (RSC com e sem PN), sendo as duas últimasconsideradas variáveis não sinônimas, ou seja, com capacidade de alterar a estrutura da proteína, podendo produzir impacto na patogênese da RSC. A alteração do exon 6 foi a única variante encontrada, com frequência do alelo menor (MAF) inferior a 0,01, exclusiva do grupo RSCcPN. Conclusões: Foram detectados três polimorfismos no gene IL22RA1, que até o momento não estão descritas na literatura, sendo a inserção c.113_114insA/Q26Pfs*11, possivelmente patogênica, com frequência maior nos grupos com RSC. O polimorfismo rs17852649 em heterozigose no exon 4, foi o único com diferença estatística, com predominância do alelo mutado no grupo controle, podendo conferir proteção contra o fenótipo. Também se destaca o polimorfismo rs142356961, no exon 6, do tipo não sinônimo, ou seja, capaz de alterar a estrutura final da proteína, com índice MAF<0,01, sendo exclusiva de pacientes negros portadores de RSCcPN. Estudos de replicação e com maiores coortes serão necessários para determinar se os achados do presente estudo se deram ao acaso
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 10.11.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      DINARTE, Vanessa Ramos Pires; ANSELMO-LIMA, Wilma T. Associação genética do polimorfismo do receptor alfa 1 da interleucina 22 à rinossinusite crônica com e sem polipose nasossinusal. 2017.Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-26042018-171434/ >.
    • APA

      Dinarte, V. R. P., & Anselmo-Lima, W. T. (2017). Associação genética do polimorfismo do receptor alfa 1 da interleucina 22 à rinossinusite crônica com e sem polipose nasossinusal. Universidade de São Paulo, Ribeirão Preto. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-26042018-171434/
    • NLM

      Dinarte VRP, Anselmo-Lima WT. Associação genética do polimorfismo do receptor alfa 1 da interleucina 22 à rinossinusite crônica com e sem polipose nasossinusal [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-26042018-171434/
    • Vancouver

      Dinarte VRP, Anselmo-Lima WT. Associação genética do polimorfismo do receptor alfa 1 da interleucina 22 à rinossinusite crônica com e sem polipose nasossinusal [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/17/17151/tde-26042018-171434/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021