Exportar registro bibliográfico

Memória das mulheres zapatistas: participação, mobilização e a construção do ser mulher no movimento zapatista (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: SILVA, CLARA CECILIA SEGURO DA - EACH
  • Unidade: EACH
  • Subjects: MOVIMENTOS SOCIAIS; MULHERES; PARTICIPAÇÃO POLÍTICA; MEMÓRIA SOCIAL
  • Keywords: Mulheres zapatistas
  • Language: Português
  • Abstract: O movimento zapatista tem dedicado espaço à luta das mulheres desde seu princípio em 1980, segundo o que se expressa em comunicados oficiais. O movimento nasce seguindo o modelo de guerrilha, porém, nos primeiros dias de combate cede à opinião pública, aceitando a via pacífica de mobilização política para alcançar seus objetivos, assumindo os modelos de reinvindicação dos Novos Movimentos Sociais. Desta forma, o objetivo desta pesquisa é entender o processo de mobilização e participação política das mulheres nas comunidades zapatistas. Mais especificamente, procuramos identificar o que mobilizou-as a participarem do movimento zapatista; entender o impacto que estas mulheres percebem em suas vidas e na vida de outras mulheres. Para tal entrevistamos quatro mulheres que se envolveram no movimento zapatista em diferentes níveis bem como as observações feitas em campo e analisamos seus discursos a partir das suas memórias. Para isso fizemos uma análise com base na Memória Coletiva, Maurice Halbwachs (1990) e Ecléa Bosi (2004; 2012); na participação e mobilização política, Sidney Tarrow (1997), Alberto Melucci (1989; 1999) e Maria da Glória Gohn (2014; 2014a); e as teorias feministas latino-americanas... (Continua)(Continuação) Percebemos o entrelaçamento das memórias familiares dessas mulheres com fatos políticos marcados na história política recente do Estado mexicano, e os destaques de datas, personagens e lugares marcados na história política do movimento; as oportunidades políticas e as redes articuladas pelo movimento zapatista. Destaca-se como três dessas quatro mulheres conseguiram criar uma relação com as organizações de que fazem parte, de forma a realizar seus sonhos, mas sem se desvincular totalmente destas, o que parece ter contribuído para sua emancipação; bem como, as diretrizes do movimento influenciaram suas escolhas profissionais e pessoais, e seus avanços e críticas a partir dos feminismos
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.12.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      SILVA, Clara Cecilia Seguro da; ANSARA, Soraia. Memória das mulheres zapatistas: participação, mobilização e a construção do ser mulher no movimento zapatista. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100134/tde-02022018-120130/ >.
    • APA

      Silva, C. C. S. da, & Ansara, S. (2017). Memória das mulheres zapatistas: participação, mobilização e a construção do ser mulher no movimento zapatista. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100134/tde-02022018-120130/
    • NLM

      Silva CCS da, Ansara S. Memória das mulheres zapatistas: participação, mobilização e a construção do ser mulher no movimento zapatista [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100134/tde-02022018-120130/
    • Vancouver

      Silva CCS da, Ansara S. Memória das mulheres zapatistas: participação, mobilização e a construção do ser mulher no movimento zapatista [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/100/100134/tde-02022018-120130/

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021