Exportar registro bibliográfico

Incidência de fraturas em próteses fixas: estudo retrospectivo. análise da sobrevivência de próteses metalocerâmicas após um período mínimo de quatro anos em função (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: AZEVEDO, FABIOLA PONTES - FOB
  • Unidade: FOB
  • Sigla do Departamento: BAP
  • Subjects: FRATURAS; PRÓTESE PARCIAL FIXA; COROAS DENTÁRIAS; RESTAURAÇÃO DENTÁRIA
  • Language: Português
  • Abstract: As próteses metalocerâmicas ainda são apontadas como o tratamento de escolha em reabilitação oral por apresentarem altas taxas de sobrevivência, mesmo que o fator estético possa ser comprometido devido às propriedades óticas relacionadas à infraestrutura metálica. Além disso, há pouca informação na literatura científica sobre os fatores que levam às fraturas das próteses fixas metalocerâmicas. Com isso, o presente estudo teve como objetivo avaliar se a quantidade de elementos que compõe uma prótese, se a quantidade de elementos por retentor, se o tipo de prótese, se o tipo de pilar, se a localização da prótese, se o bruxismo e se a utilização de placa miorrelaxante influenciam na incidência de fraturas em próteses fixas metalocerâmicas. Para este estudo, foram selecionados 16 pacientes, totalizando 74 próteses metalocerâmicas, instaladas entre 2000 e 2010, que tiveram um acompanhamento mínimo de 4 anos. Foram coletados dados, como: gênero, idade, data de instalação das próteses e sistema cerâmico utilizado. Foi realizada a avaliação clínica considerando integridade da prótese, características do elemento antagonista e coleta da história odontológica em caso de fratura, além de um questionário para identificar provável ou possível bruxismo. Foram determinadas as taxas de sucesso, insucesso e sobrevivência da mesma. Os resultados mostraram que a taxa de sucesso das próteses metalocerâmicas instaladas foi de 87,8% e a taxa de sobrevivência foi de 89,1%. Além disso, a taxa de sucesso não foi influenciada pela idade (p=0,903), tempo de instalação (p=0,830), número de próteses na boca (p=0,872), número de elementos (p=0,937) e número de pilares (p=0,064). Para as variáveis qualitativas também não houve diferença estatística significante (p>0,05) entre as proporções das taxas de sucesso e insucesso.Contudo, os resultados mostraram que pacientes que não usavam placa miorrelaxante tiveram taxa maior de sucesso que os pacientes usuários de placa (p=0,004). Assim, pode-se concluir que as próteses metalocerâmicas apresentam altas taxas de sucesso e sobrevida garantindo a longevidade desse tipo de reabilitação.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 09.08.2017
  • Acesso à fonte
    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      AZEVEDO, Fabiola Pontes; RUBO, José Henrique. Incidência de fraturas em próteses fixas: estudo retrospectivo. análise da sobrevivência de próteses metalocerâmicas após um período mínimo de quatro anos em função. 2017.Universidade de São Paulo, Bauru, 2017. Disponível em: < http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25146/tde-20022018-151400/publico/FabiolaPontesAzevedo.pdf >.
    • APA

      Azevedo, F. P., & Rubo, J. H. (2017). Incidência de fraturas em próteses fixas: estudo retrospectivo. análise da sobrevivência de próteses metalocerâmicas após um período mínimo de quatro anos em função. Universidade de São Paulo, Bauru. Recuperado de http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25146/tde-20022018-151400/publico/FabiolaPontesAzevedo.pdf
    • NLM

      Azevedo FP, Rubo JH. Incidência de fraturas em próteses fixas: estudo retrospectivo. análise da sobrevivência de próteses metalocerâmicas após um período mínimo de quatro anos em função [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25146/tde-20022018-151400/publico/FabiolaPontesAzevedo.pdf
    • Vancouver

      Azevedo FP, Rubo JH. Incidência de fraturas em próteses fixas: estudo retrospectivo. análise da sobrevivência de próteses metalocerâmicas após um período mínimo de quatro anos em função [Internet]. 2017 ;Available from: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/25/25146/tde-20022018-151400/publico/FabiolaPontesAzevedo.pdf


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021