Exportar registro bibliográfico


Metrics:

Associação entre o peso ao nascer, o estado nutricional e o crescimento transversal do maxilar: implicações para a saúde materna e infantil (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: RINCÓN, LAURA JACKELINE GARCÍA - FSP
  • Unidade: FSP
  • Sigla do Departamento: HSP
  • DOI: 10.11606/D.6.2018.tde-08012018-132657
  • Subjects: AMAMENTAÇÃO ARTIFICIAL; ALIMENTAÇÃO ALTERNATIVA; DESENVOLVIMENTO ÓSSEO; MAXILAR; PESO-ESTATURA; RECÉM-NASCIDO; ESTADO NUTRICIONAL; SEXO
  • Keywords: Aleitamento com Mamadeira; Crescimento Transversal do Maxilar; Escore Z do IMC para a Idade; Peso ao Nascer
  • Language: Português
  • Abstract: O crescimento é um processo dinâmico que muda ao longo da vida. O crescimento ósseo é um evento multicausal no qual, além dos fatores biológicos, intervêm outras características como as relacionadas ao nível socioeconômico, à raça, ao período perinatal, aos hábitos, entre outros. Este estudo objetivou identificar fatores associados ao crescimento transversal do osso maxilar representado pela medida da distância intermolar superior. Foi realizado um estudo seccional aninhado numa coorte, com uma amostra de 158 crianças entre 7 e 9 anos de idade das escolas urbanas de Acrelândia, município da Amazônia Ocidental Brasileira. A variável dependente foi a distância intermolar superior, medida entre as fossas centrais dos primeiros molares superiores permanentes. A partir da idade da introdução da mamadeira foi desenvolvida uma escala assumindo valores de 1 a 10. O sexo, o peso ao nascer, o padrão de uso da mamadeira e o escore Z do índice de massa corporal (IMC) para a idade foram consideradas como variáveis independentes, sendo analisadas por meio de modelo de equações estruturais (MEE). Foram encontrados efeitos diretos positivos significativos do sexo (CP=0,203; p=0,007), peso ao nascer (CP=0,155; p=0,046) e escore Z do IMC para a idade (CP=0,165; p=0,030) sobre o crescimento transversal do maxilar. Os efeitos indiretos (CP=0,058; p=0,029) e o efeito total (CP=0,262; p=0,000) do sexo sobre o desfecho mostraram significância estatística.Os efeitos indiretos do peso ao nascer sobre o desfecho não foram significativos (CP=0,018; p=0,508), porém, o efeito total foi significativo (CP=0,174; p=0,023). Em conclusão, o sexo, o peso ao nascer, a idade de introdução da mamadeira e o escore Z do IMC para a idade associam-se ao crescimento transversal do osso maxilar. Além de contribuir para um adequado peso ao nascer da criança, políticas e programas que favoreçam o cuidado pré natal e condições para garantir um parto a termo podem repercutir positivamente no crescimento transversal do maxilar. Do ponto de vista da Vigilância em Saúde, crianças com peso ao nascer diminuído, padrão inadequado de aleitamento materno e déficit nutricional para a idade podem apresentar maior probabilidade de desenvolver atrofia dos maxilares podendo, conforme a gravidade, redundar numa oclusopatia com importante impacto na qualidade de vida.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 15.12.2017
  • Acesso à fonteDOI
    Informações sobre o DOI: 10.11606/D.6.2018.tde-08012018-132657 (Fonte: oaDOI API)
    • Este periódico é de acesso aberto
    • Este artigo é de acesso aberto
    • URL de acesso aberto
    • Cor do Acesso Aberto: gold
    • Licença: cc-by-nc-sa

    How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      RINCÓN, Laura Jackeline García; FRAZÃO, Paulo. Associação entre o peso ao nascer, o estado nutricional e o crescimento transversal do maxilar: implicações para a saúde materna e infantil. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017. Disponível em: < https://doi.org/10.11606/D.6.2018.tde-08012018-132657 > DOI: 10.11606/D.6.2018.tde-08012018-132657.
    • APA

      Rincón, L. J. G., & Frazão, P. (2017). Associação entre o peso ao nascer, o estado nutricional e o crescimento transversal do maxilar: implicações para a saúde materna e infantil. Universidade de São Paulo, São Paulo. Recuperado de https://doi.org/10.11606/D.6.2018.tde-08012018-132657
    • NLM

      Rincón LJG, Frazão P. Associação entre o peso ao nascer, o estado nutricional e o crescimento transversal do maxilar: implicações para a saúde materna e infantil [Internet]. 2017 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2018.tde-08012018-132657
    • Vancouver

      Rincón LJG, Frazão P. Associação entre o peso ao nascer, o estado nutricional e o crescimento transversal do maxilar: implicações para a saúde materna e infantil [Internet]. 2017 ;Available from: https://doi.org/10.11606/D.6.2018.tde-08012018-132657


Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021