Exportar registro bibliográfico

Avaliação comportamental de camundongo BALB/c (Mus musculus) infectados com cepas geneticamente distintas de Toxoplasma gondii (2017)

  • Authors:
  • Autor USP: BEZERRA, ELIZAMA CARNEIRO MACHADO - IMT
  • Unidade: IMT
  • Subjects: TOXOPLASMA GONDII; TOXOPLASMOSE; INFECÇÃO EXPERIMENTAL ANIMAL; CAMUNDONGOS; COMPORTAMENTO ANIMAL
  • Language: Português
  • Abstract: A manipulação comportamental é uma das principais correntes teóricas utilizadas para explicar as alterações comportamentais presentes em roedores parasitados pelo Toxoplasma gondii. Vários estudos propõem que o parasitismo pelo protozoário provoca mudanças metabólicas, imunológicas e neuropatológicas que possibilitam o desenvolvimento de mudanças no comportamento dos indivíduos infectados. Contudo, alguns fatores relacionados ao desenvolvimento da manipulação comportamental, ainda, não estão bem elucidados, entre eles, destaca-se o possível efeito do genótipo da cepa infectante nas modificações comportamentais. Neste trabalho, avaliamos o efeito da infecção crônica por cepas cistogênicas geneticamente distintas de T. gondii no comportamento de camundongos. Foram desenvolvidos modelos de infecção experimental com as cepas ME-49 (tipo II) e VEG (tipo III) em camundongos isogênicos BALB/c para avaliação da resposta imune humoral por ELISA, quantificação de parasitas em cistos cerebrais por PCR em tempo real e testes comportamentais como Esquiva Inibitória, Labirinto de Barnes, Labirinto em Cruz Elevado, Campo Aberto e Labirinto em Y visando, respectivamente, a avaliação da aprendizagem - memória, ansiedade, atividade locomotora e aversão ao odor do felino. Nossos dados mostram que camundongos infectados pela cepa VEG apresentaram redução mais acentuada da capacidade de recuperação de memória de longo prazo e alterações motoras mais proeminentes do que os animais infectados pela cepa ME-49. Na avaliação da aversão ao odor do felino, verificamos que a infecção pela cepa VEG induziu uma alteração comportamental mais acentuada no hospedeiro, nas fases iniciais da infecção, do que a infecção pela cepa ME-49, sendo este efeito observado tanto na presença de urina pura de gato como do aminoácido L-felinina.Nossos resultados sugerem que o genótipo da cepa infectante pode influenciar o desenvolvimento de alterações comportamentais em animais infectados pelo T. gondii, tornando o hospedeiro mais suscetível e exposto ao predador, sobretudo em infecções causadas por cepas do tipo III.
  • Imprenta:
  • Data da defesa: 07.12.2017

  • How to cite
    A citação é gerada automaticamente e pode não estar totalmente de acordo com as normas

    • ABNT

      BEZERRA, Elizama Carneiro Machado; MEIRELES, Luciana Regina. Avaliação comportamental de camundongo BALB/c (Mus musculus) infectados com cepas geneticamente distintas de Toxoplasma gondii. 2017.Universidade de São Paulo, São Paulo, 2017.
    • APA

      Bezerra, E. C. M., & Meireles, L. R. (2017). Avaliação comportamental de camundongo BALB/c (Mus musculus) infectados com cepas geneticamente distintas de Toxoplasma gondii. Universidade de São Paulo, São Paulo.
    • NLM

      Bezerra ECM, Meireles LR. Avaliação comportamental de camundongo BALB/c (Mus musculus) infectados com cepas geneticamente distintas de Toxoplasma gondii. 2017 ;
    • Vancouver

      Bezerra ECM, Meireles LR. Avaliação comportamental de camundongo BALB/c (Mus musculus) infectados com cepas geneticamente distintas de Toxoplasma gondii. 2017 ;

    Últimas obras dos mesmos autores vinculados com a USP cadastradas na BDPI:

    Digital Library of Intellectual Production of Universidade de São Paulo     2012 - 2021